Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Investidores olham para a Comporta como a “nova Ibiza”

youtube Herdade da Comporta
youtube Herdade da Comporta
Autor: Redação

A Comporta não está a passar despercebida aos investidores e promotores imobiliários internacionais, que olham para a pequena vila de Setúbal e respetiva costa com otimismo. O jornal norte-americano The Wall Street Journal considera, de resto, que esta zona pode tornar-se a “nova Ibiza” (ilha espanhola). 

Segundo a publicação, a costa da Comporta, com quase 30 quilómetros, pode ser comparada com a ilha espanhola no mar Mediterrâneo, conhecida pelas suas praias e ambiente de festa que atrai milhões de turistas anualmente.

“A uma distância de 90 minutos de Lisboa, a Comporta é muitas vezes comparada com as Hamptons (EUA) nos anos 70 ou Ibiza há 20 anos. Inicialmente ficou conhecida como um local onde os criativos gostavam de estar”, lê-se no artigo, que recorda que os designers franceses Christian Louboutin e Philippe Starck, entre outras celebridades, passam férias nesta região. 

Uma das empresas que vai apostar forte na região da Comporta é a Vanguard Properties, que investiu 158 milhões de euros na compra de dois ativos imobiliário-turísticos da Herdade da Comporta. A promotora prevê ainda investir cerca de 200 milhões de euros num projeto residencial em Muda.

De acordo com a publicação, a grande beleza natural quase selvagem e a tranquilidade são alguns dos trunfos da região, algo que diverge com a agitação de Ibiza. O The Wall Street Journal destaca ainda que uma das razões para a construção nesta região ter sido travada durante décadas ser o facto de detida pela família Espírito Santo. O cenário foi mudando depois de figura com o colapso do BES e do GES, em 2014.