Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Grupo macaense KNJ (detém 40,5% da Global Media) constrói arranha-céus no Porto

A Torre Miramar terá 16 pisos e vai nascer na zona nobre da Foz do Douro.

Autor: Redação

O grupo KNJ, do empresário macaense Kevin Ho, está a apostar forte no mercado imobiliário português, nomeadamente no Porto. O grupo, que detém 40,5% da Global Media, dona de títulos como o JN, DN, TSF e O Jogo, vai construir na Invicta um condomínio residencial de luxo com 16 pisos. 

A Torre Miramar, como se chamará o empreendimento, vai nascer na Rua de Diogo Botelho, na zona nobre da Foz do Douro, escreve o Jornal de Negócios. 

Este é o segundo projeto do grupo KNJ no Porto, depois de ter sido notícia, no início do mês, que a sede histórica do Jornal de Notícias (JN), localizada na Rua de Gonçalo Cristóvão, vai ser transformada num hotel de luxo do grupo Marriott. Irá chamar-se Hotel Jornal e é o projeto mais caro (35 a 40 milhões de euros) dos cerca de 70 milhões de euros de investimento que o grupo KNJ pretende realizar na cidade.

Em maio passado, numa visita ao Porto, Kevin Ho tinha manifestado interesse na criação de uma incubadora de startups para aproximar o ecossistema de inovação português à China e, sobretudo, ao antigo território português, em parceria com a Associação Comercial de Macau (ACM), escreve a publicação.

“No ano passado, a ACM visitou o Porto e foi assinado um memorando de cooperação com a câmara municipal. Um velho armazém será transformado em centro de incubação de empresas com o apoio da autarquia, tal como foi feito em Cantão. Desta forma poderemos fazer articulação entre as empresas de Portugal e Cantão”, disse, na altura, Kevin Ho, acrescentando que o projeto se destina a apoiar jovens empresários.