Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

BEI e UCI disponíveis para financiar investimentos imobiliários ecológicos na Península Ibérica

Acordo vai permitir à UCI gerir uma carteira de financiamento verde de pelo menos 100 milhões de euros.

Gtres
Gtres
Autor: Redação

O Banco Europeu de Investimento (BEI) e a Unión de Créditos Inmobiliarios (UCI) – instituição financeira presente em Espanha, Portugal, Grécia e Brasil – vão financiar investimentos ecológicos na Península Ibérica, um acordo que vai permitir à última instituição gerir uma carteira de financiamento verde de pelo menos 100 milhões de euros em Portugal e Espanha.

“O BEI e UCI preparam-se para financiar investimentos ecológicos na Península Ibérica, incluindo a reabilitação de edifícios existentes e a construção de novos imóveis de balanço energético quase nulo. Estes investimentos serão possíveis porque a UCI disponibilizará créditos à habitação e empréstimos pessoais para melhorar a eficiência energética dos edifícios”, afirmaram, em comunicado, as duas instituições.

Um acordo que vai permitir à UCI gerir uma carteira de financiamento ecológico em Espanha e Portugal de, pelo menos, 100 milhões de euros. “A carteira foi criada pela UCI e é composta por empréstimos hipotecários portugueses já existentes. Esta operação irá revigorar as capacidades de financiamento da UCI para lançar e comercializar ativamente novas linhas de produto no domínio das energias renováveis”, lê-se no documento.

Com o apoio do BEI, a UCI vai financiar a construção de edifícios de balanço energético “quase nulo”, bem como a reabilitação energética de imóveis residenciais em Portugal e Espanha. Os particulares e as comunidades de proprietários serão os destinatários principais do financiamento.

As estimativas da UCI apontam para a construção, em Portugal e Espanha, de novos edifícios numa área aproximada de 25.000 metros quadrados (m2), e para a reabilitação de imóveis numa área total de 450.000 m2.

"Mais de 3.000 pessoas beneficiarão destes investimentos, prevendo-se uma poupança energética total de 43,7 GWh [Gigawatt-hora] por ano, a partir do momento em que o projeto está operacional. Além disso, estima-se que os subprojetos financiados pela UCI com o apoio do BEI venham a criar 1.230 postos de trabalho durante o período de construção", lê-se no comunicado.