Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Sonae investe 11 milhões para construir o edifício mais sustentável de Portugal – na Maia

O Sonae Tech Hub, que recebe as áreas de tecnologia das várias empresas do grupo, tem uma área bruta superior a 6.900 m2.

Sonae
Sonae
Autor: Redação

A Sonae investiu cerca de 11 milhões de euros num edifício de escritórios sustentável instalado no Sonae Campus, na Maia. O Sonae Tech Hub, como se chama – recebe as áreas de tecnologia das várias empresas do grupo –, é um espaço de inovação que tem uma área bruta superior a 6.900 metros quadrados (m2), quatro pisos acima do solo e dois de estacionamento subterrâneo. Foi distinguido com a certificação LEED – Leadership in Energy & Environmental Design pelo United States Green Building Council, uma das mais reconhecidas entidades mundiais de certificação de projetos imobiliários sustentáveis, sendo um dos 100 edifícios mais sustentáveis do mundo.

“O edifício da Sonae recebeu a Certificação LEED de nível ‘Platinum’, com um score de 89 pontos, a mais elevada atribuída até hoje a um edifício em Portugal e que premeia as suas características ambientais”, refere a Sonae em comunicado, adiantando que “o Sonae Tech Hub é reconhecido como o edifício construído de raiz mais ecoeficiente em Portugal e um dos 100 melhores a nível mundial”.

Trata-se de um imóvel que “promove a proximidade, a colaboração e a partilha de conhecimento entre as várias equipas presentes no local, através de um ambiente criativo e dinâmico”, explica a Sonae, salientando que além das zonas de trabalho individual em ‘open space’, existem “espaços de ‘brainstorming’ e de colaboração, salas de reuniões, equipamentos de lazer e um restaurante e cafetaria Go Natural disponível para todos os colaboradores”.

O parque do Sonae Tech Hub tem vários postos de carregamento elétrico, “a que acresce um conjunto adicional de iniciativas que visam assegurar soluções de mobilidade partilhada e reduzir as necessidades de deslocação das equipas”, explica a Sonae. 

Sonae
Sonae

“Para os elevados níveis de ecoeficiência alcançados contribuíram os princípios ambientais adotados desde a fase inicial do projeto, os quais se refletiram na arquitetura que privilegia a luz natural, no aproveitamento ou reciclagem dos resíduos de construção e aposta em materiais sustentáveis (entre eles os desenvolvidos pela Sonae Indústria e Sonae Arauco) ou nos equipamentos que registam um desempenho superior a nível ambiental. O Sonae Tech Hub beneficia de 570 m2 de painéis solares, que permitem uma redução de 40% nos consumos de eletricidade, iluminação 100% LED de baixo consumo com regulação automática em função da luz exterior, do uso eficiente da água com o aproveitamento de águas pluviais e de um conceito que privilegia um ambiente interior de excelência, nomeadamente ao nível da qualidade do ar e do conforto térmico”, lê-se no documento.

Para João Günther Amaral, membro da Comissão Executiva e Chief Development Officer da Sonae, a empresa “está comprometida com a sustentabilidade e empenhada em contribuir ativamente para alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável fixados para 2030”. “Este edifício destaca-se por ter sido desenvolvido e construído com os mais elevados standards de eficiência ambiental e por proporcionar condições únicas de habitabilidade, além de fomentar a colaboração, a criatividade e o bem-estar dos colaboradores. Mas mais importante, demonstra que, se todos os novos edifícios construídos em Portugal e no mundo seguirem os princípios do Sonae Tech Hub, é possível alcançar as metas de sustentabilidade definidas e contribuir para a salvaguarda do planeta”, disse, citado no comunicado.

De referir que a Sonae tem, agora, quatro edifícios certificados pelo U.S. Green Building Council (USGBC), entre escritórios e lojas de retalho alimentar. Os restantes três são o Sonae Maia Business Center (certificação LEED de nível “Gold”), a loja Continente Bom Dia de São João da Foz, no Porto (distinção LEED “Platina”) e o Continente de Matosinhos (certificação de nível LEED “Platina”, sendo considerado o hipermercado mais verde do mundo).