Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Sustentabilidade

Últimas notícias sobre "Sustentabilidade" publicadas em idealista.pt/news

Miguel Fernandes e Marcelina Guimarães fundaram o gabinete em 2014. / Habitat Saudável

Casas saudáveis: quando a arquitetura e a decoração ajudam a viver melhor

Nascida em 2014, a Habitat Saudável recorre à arquitetura integrativa para fazer projetos amigos da saúde e do ambiente. Resultou da vivência familiar dos mentores do gabinete, perante a falta de oferta deste tipo de soluções no mercado para a própria casa, e com a pandemia a procura pelos seus serviços aumentou. Em entrevista, Marcelina Guimarães (arquiteta) e Miguel Fernandes (geobiólogo e especialista em saúde geoambiental) contam o que fazem e explicam a importância deste tipo de construção e decoração dos espaços.

Notícia sobre:

Corticeira Amorim emite 40 milhões em obrigações verdes, um "marco" na estratégia sustentável

A Corticeira Amorim concretizou na semana passada a sua primeira emissão de obrigações verdes, vinculadas a objetivos de sustentabilidade, no montante de 40 milhões de euros e com maturidade de cinco anos. A empresa revela que os investimentos foram feitos nos segmentos da gestão ambientalmente sustentável de recursos naturais vivos e uso da terra; produtos, tecnologias e processos de produção renováveis, baixos em carbono, ecoeficientes e/ou adaptados à economia circular; gestão de resíduos e eficiência da utilização de recursos; e energia renovável e conversão de resíduos em energia.

Notícia sobre:
Riccardo Annandale on Unsplash

Como tornar as casas mais eficientes

Os portugueses vivem em desconforto térmico 95% do ano e só um terço dos edifícios construídos após 1990 cumprem os requisitos de eficiência energética. Quer isto dizer que a ineficiência energética chega a casa de muitas pessoas sem pedir licença. A escassez de casas eficientes no país é, de resto, um problema que ganha força nesta altura fria do ano e que se faz ainda mais sentir no momento atual de crise pandémica, já que as pessoas passam mais tempo no aconchego do lar. Problema esse que não parece estar a passar ao lado do Governo, que lançou um conjunto de ajudas. Falamos do Programa de Apoio Edifícios mais Sustentáveis, operacionalizado pelo Fundo Ambiental e com o apoio técnico da ADENE – Agência para a Energia. As candidaturas aos apoios (por parte de particulares) já arrancaram. Como se poderá, então, tornar a casa mais eficiente? Que ajudas existem? Preparámos um especial que responde a isto e muito mais.

Notícia sobre:

Casas mais eficientes: programa de apoio do Governo já atingiu um milhão em pagamentos

O Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis, operacionalizado pelo Fundo Ambiental e com o apoio técnico da ADENE – Agência para a Energia, já atingiu um milhão de euros em pagamentos. “Esta verba corresponde a 521 candidaturas validadas pela comissão de avaliação, sendo o valor médio do incentivo atribuído por candidatura de 1.900 euros”, adiantou o Ministério do Ambiente e Ação Climática. Quer isto dizer que já foi atribuído quase um quarto do valor total do apoio (4,5 milhões de euros), isto em menos de três meses – as candidaturas arrancaram em setembro e terminam a 31 de dezembro de 2021. 

Notícia sobre:

Famílias carenciadas terão 'vouchers' para melhorar eficiência energética dos edifícios

Está previsto o adiantamento de ‘vouchers’ para famílias carenciadas investirem na melhoria da eficiência energética dos edifícios, revelou esta segunda-feira (2 de novembro de 2020) o ministro do Ambiente e da Ação Climática (MAAC), João Pedro Matos Fernandes. O governante não se comprometeu, no entanto, com financiamento das obras a 100%, como propõe o PSD. E mais: adiantou que já foram assinados “mais de 100 contratados” no âmbito do Programa de Apoio Edifícios mais Sustentáveis, que foi lançado dia 7 de setembro.

Notícia sobre:

Eficiência energética dos edifícios: Governo garante cumprir exigências de Bruxelas

O Governo garantiu que vai entregar a Bruxelas os relatórios em falta sobre eficiência energética dos edifícios até ao final do ano, como previsto, cumprindo o prazo dado pela Comissão Europeia (CE) e sem qualquer procedimento por incumprimento.

Notícia sobre:
Em Nova Iorque

Assim será a torre mais alta (e ecológica) de Nova Iorque para filtrar as emissões de carbono

Notícia sobre: