Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

CGD coloca à venda empreendimento imobiliário no Algarve que era da falida Birchview

Conhecido como “The Keys”, o projeto na zona da Quinta do Lago gerou uma dívida de 300 milhões de euros. Está no mercado por 110 milhões de euros.

Wikimedia commons
Wikimedia commons
Autor: Redação

Responsável por um buraco nas contas da Caixa Geral de Depósitos (CGD), na ordem dos 300 milhões de euros, o empreendimento imobiliário "The Keys", no Algarve, está agora à venda, por um valor mínimo de 110 milhões de euros. Localizado em Loulé, perto da Quinta do Lago, o terreno era propriedade da falida Birchview – imobiliária que entrou na lista de maiores devedores do banco público.

A CGD, além da venda do imóvel, admite alienar também créditos associados a este ex-cliente incumpridor, por um valor na ordem dos 54 milhões, segundo conta o Expresso, que avança com a notícia.

Em junho de 2017, a Birchview Imobiliária, uma sociedade cuja atividade estava centrada “na construção deste empreendimento imobiliário entrou em insolvência, depois de ter pedido para entrar em Processo Especial de Revitalização (PER). A CGD reclamava 278 milhões de euros, representando 93% dos créditos reconhecidos à empresa (299 milhões). O banco público recusou, no início desse ano, a salvação da sociedade, mostrando-se favorável à sua insolvência.

Em 2015, a Birchview tinha um ativo de 135 milhões de euros, que se deve sobretudo à contabilização do empreendimento – do terreno e das construções. Uma avaliação mais recente, citada no antigo PER, falava num valor atualizado de 116 milhões de euros.

De referir que o contrato de financiamento inicial entre a sociedade e CGD foi assinado em 2007 e que quando a Birchview Imobiliária pediu o PER, o empreendimento ainda não estava concluído. Já existiam, no entanto, contratos de promessa de compra e venda. E mais: além de não estar totalmente construído, não se encontrava licenciado.

Já em dezembro de 2019, ficou a saber-se que, depois da Birchview, a principal empresa construtora do empreendimento The Keys, a CGD empurrou outras duas imobiliárias do grupo QDL para a insolvência, a Bridgedown Imobiliária e a Chapelmoor Imobiliária. As três empresas eram as donas dos lotes.