Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Duas novas cidades vão ser criadas em Portugal: uma de vinho e outra de desporto

Autor: Redação

Portugal está em vias de ganhar duas novas cidades, construídas dentro de outras cidades que já existem e cujos novos projetos querem potenciar. Em Gaia, junto ao Porto, está a ser desenvolvido um parque temático para os apreciadores do vinho. Já em Santarém, no Centro do país, está planeada para nascer a chamada cidade do Desporto.

No caso de Gaia, o projeto é inspirado na Cité du Vin, em Bordéus, cidade francesa mundialmente conhecida pelo vinho, e reúne dois grandes produtores vinícolas e também proprietários de imóveis na margem sul da foz do Douro — a Sogrape e Symington. Mas o investimento passará não só pelos dois proprietários, mas também por investidores interessados em apostar neste conceito.

Segundo conta o Expresso, serão dedicados a este parque seis hectares, o equivalente a seis campos de futebol, situados na zona alta da cidade, com uma vista aberta para o centro histórico do Porto, área classificada pela UNESCO como Património Cultural da Humanidade. E bem junto às afamadas caves do vinho do Porto, que já são mais de uma dezena.

“Gaia recebe mais de um milhão de turistas nas suas caves do vinho do Porto de um total de oito milhões que visita o Porto. É um potencial que não está a ser aproveitado e que se quer agora rentabilizar”, explica ao jornal João Magalhães, diretor geral da Predibisa, consultora imobiliária que está a assessorar as duas empresas na gestão do seu edificado, que agora querem rentabilizar.

O turismo do Norte, segundo o responsável, "não é o do golfe. É o turismo cultural e do vinho" e, no seu entender, "om este projeto pode-se duplicar o número de turistas que vem à cidade”. 

"Pai" da Cidade do Futebol desenha a do Desporto

Já em Santarém, a cidade do Desporto nasce pela mão do arquiteto Tomás Salgado, autor da Cidade do Futebol, a nova “casa” da Federação Portuguesa de Futebol que funciona igualmente como quartel general das seleções nacionais de futebol.

O projeto, segundo relata o Construir, prevê a transformação do Campo Emílio Infante da Câmara, também designado como Campo da Feira, no novo complexo desportivo da União de Santarém.

A iniciativa, que partiu da direção do clube escalabitano, foi agora apresentada aos sócios e o seu progresso está dependente não só da cedência dos terrenos por parte da Câmara de Santarém, mas também que o clube encontre investidores privados que ponham de pé a cidade desportiva.

Os planos, indica o jornal, contemplam a reconversão do actual Chã das Padeiras, dotando-o de quatro mil lugares e dando a possibilidade de ali se realizarem jogos jogos internacionais das camadas jovens; a construção de dois relvados sintéticos para futebol de 11 e râguebi; um relvado sintético para futebol de 7; campos de Padel; um centro de formação desportiva, 350 lugares de estacionamento.

O projeto prevê igualmente a construção de um restaurante e uma área de comércio e serviços, muitas zonas ajardinadas e cerca de 350 lugares de estacionamento.