Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Convento do Carmo no Alentejo vai ser convertido em hotel de 4 estrelas

revive.turismodeportugal.pt
revive.turismodeportugal.pt
Autor: Redação

O Convento do Carmo, na cidade de Moura, no Alentejo, vai ser transformado num hotel de quatro estrelas ao abrigo do programa Revive - lançado pelo Governo em 2016 para a requalificação do património histórico do Estado através da concessão a privados para exploração para fins turísticos. O hotel deverá ter 50 quartos, num investimento estimado de cerca de seis milhões de euros.

O imóvel, que deverá abrir portas como hotel em 2022, foi adjudicado à Sociedade de Promoção de Projetos Turísticos e Hoteleiros (SPPTH), que gere o Convento do Espinheiro, no âmbito do Programa Revive. Localizado no centro histórico de Moura, e próximo do castelo e da biblioteca municipal, o convento está classificado como imóvel de interesse público desde 1944.

Álvaro Azedo, presidente da Câmara de Moura, considera que este “um projeto de futuro importante” para o concelho. “Queremos apostar no turismo e não temos aqui outro projeto desta dimensão e desta qualidade”, realçou o autarca, à Lusa, referindo que o convento é especialmente acarinhado pela população. “Vai ter outro uso, é certo, mas as pessoas sentem-no como seu, porque muitos de nós nascemos naquele convento e este é o investimento certo para lhe dar uma nova alma”, acrescentou ainda.

Este é já o nono imóvel adjudicado pelo programa Revive, que já entregou a privados a exploração de edifícios como o Convento do Carmo, na ilha do Faial, ou o Mosteiro de Arouca. Atualmente, estão abertos os concursos para a concessão do Mosteiro de Lorvão, em Penacova, do Castelo de Vila Nova de Cerveira e do Forte da Ínsua, em Caminha. Os próximos concursos a serem lançados serão os relativos ao Mosteiro de Travanca (Amarante), Santuário do Cabo Espichel (Sesimbra) e Forte da Barra de Aveiro (Ílhavo).