Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Multinacional francesa Saint-Gobain investe 5,3 milhões em nova unidade na Maia

Empresa foi fundada há mais de 350 anos e é líder em soluções de alta performance para o setor automóvel, da indústria e da construção.

Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, com José Martos, diretor geral da Saint-Gobain Portugal / Saint-Gobain
Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, com José Martos, diretor geral da Saint-Gobain Portugal / Saint-Gobain
Autor: Redação

A multinacional francesa Saint-Gobain, líder em soluções de alta performance para o setor automóvel, da indústria e da construção, anunciou que vai abrir uma nova unidade de produção na Maia, dedicada aos produtos abrasivos, que significa um investimento de 5,3 milhões de euros, propurcionando mais de 200 novos empregos.

O anúncio foi feito durante a visita do Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, às instalações do grupo em Aveiro. Citado pela Lusa, o diretor geral da Saint-Gobain em Portugal, José Martos, disse que a fábrica deverá abrir em 2021. “A obra está em marcha, mas os trabalhos não estiveram a decorrer de forma normal, devido a esta situação da pandemia e, portanto, estamos com incerteza sobre a data de abertura. Mas durante o próximo ano a fábrica estará pronta a funcionar”, adiantou o responsável.

No comunicado enviado às redações, a empresa revela também que a aposta que está a fazer em tecnologia sofisticada na fábrica de Santo Tirso incrementará a capacidade, produtividade e a produção de novos formatos de vidros para fachadas.

“A inovação e o estabelecimento de parcerias chave são para nós uma grande prioridade, sendo que temos como foco o desenvolvimento de produtos e soluções diferenciadoras, que irão ser utilizadas para melhorar a qualidade dos edifícios. Desta forma, respondemos aos desafios da construção sustentável, da eficiência energética e do uso adequado dos recursos do planeta, contribuindo para um habitat sustentável. Colocamos assim o nosso ‘know-how’ e as nossas equipas multidisciplinares focadas e empenhadas em cumprir com as metas de neutralidade de carbono, assegurando, desta forma, a sustentabilidade do desenvolvimento em Portugal”, disse o diretor geral da Saint-Gobain Portugal, José Martos, citado no documento.

Entretanto, nas declarações que deu à Lusa, José Martos referiu que o mercado do setor da construção em Portugal “está forte”, havendo um volume importante de obras em marcha. “Apesar da pandemia, acho que o setor da construção, provavelmente, foi um dos menos afetados e a situação ainda é muito boa”, frisou.

Fundada há mais de 350 anos, a Saint-Gobain, líder em soluções de alta performance para o setor automóvel, da indústria e da construção, está presente em Portugal desde 1962, com distintas áreas de negócio, que conta com 750 colaboradores repartidos por todo o país. Em 2019, o grupo vendas de 230 milhões de euros.