Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Há um novo empreendimento de moradias a nascer no Campo Alegre com vista para o rio Douro

Promovido pela sociedade Imolimit, o projeto do edifício Panorâmico Poente, junto à Ponte da Arrábida, é do arquiteto Rogério Cavaca.

Imolimit
Imolimit
Autor: Elisabete Soares (colaborador do idealista news)

Com a construção em fase de conclusão, prevista para o próximo mês de agosto, o empreendimento residencial Panorâmico Poente, na zona do Campo Alegre, Porto, é composto por 11 moradias unifamiliares, com entradas exclusivas para cada fração a partir da via pública - a conhecida Via Panorâmica Edgar Cardoso - e do estacionamento privativo. Promovido pela sociedade Imolimit, o edifício de quatro pisos acima do solo, tem projeto do arquiteto Rogério Cavaca, sendo constituído por cinco T4, cinco T3, todos em duplex, e um T1.

Imolimit
Imolimit

Estando agora na última fase de comercialização - a cargo da consultora alemã Engel & Völkers, em associação com a Predibisa Real Estate - o edifício Panorâmico Poente “apresenta 50% das frações vendidas”, sendo que “o preço médio se encontra abaixo dos 4 500 euros por metro quadrado (m2), de acordo dados facultados por Margarida Oliveira, diretora de comunicação da sociedade imobiliária. Ou seja, o T1, com uma área de 64 m2, apresenta um preço de 275 mil euros, enquanto o T4 duplex, com uma área de 230 m2, atinge os 1,175 mil euros.

Vista, privacidade e acabamentos de qualidade

Imolimit
Imolimit

A responsável realça a mais-valia de um edifício que está localizado numa zona que permite usufruir de uma vista de 180 graus, sobre o Rio Douro e sobre a margem ribeirinha de Gaia. E, na sua opinião, o edifício Poente, “além de uma vista singular”, destaca-se por cada uma das frações ter acesso direto a partir da rua, o que “remete para a privacidade de uma moradia”.

Com garagem em box inserida em cada fração, "a sua construção privilegia, além dos seus acabamentos e comportamento térmico, um cuidado isolamento acústico, para um conforto máximo de quem o vai habitar”, indica a responsável, frisando que o arquiteto Rogério Cavaca “deu primazia a que todas as frações contemplassem a vista que o diferencia, aliando uma grande funcionalidade com acabamentos de superior qualidade”.

Imolimit
Imolimit

Nos acabamentos deste edifício junto à Ponte da Arrábida foi privilegiada, entre outros, a utilização da pedra mármore natural nas casas de banho, equipadas com mobiliário suspenso, pavimento multicamadas com acabamento em madeira de carvalho, tecnologia domótica yung e eletrodomésticos de marca de qualidade superior. Outro dos aspetos destacados pela empresa promotora é a utilização do sistema de caixilharia, que confere uma elevado padrão acústico.

Imolimit tem vários projetos em desenvolvimento

A promotora imobiliária “acredita que cada projeto tem a sua personalidade” e, por isso, “aposta em diferenciar o produto quer seja pela sua localização, vista e acessibilidades, na garantia da melhor relação qualidade/preço”, aponta Margarida Oliveira.

No currículo da Imolimit, que atua sobretudo no Porto e Norte, consta o empreendimento Panorâmico Nascente, recentemente acabado, dois outros em fase final de conclusão - o Panorâmico Poente e Gaia Flats, em Vila Nova de Gaia - e um outro em fase de estrutura, o D. Pedro Flats, também em Gaia.

Em fase de licenciamento, esclarece a responsável, está o projeto designado comercialmente por Riverside 11, inserido em pleno Parque da Cidade de Viana do Castelo, sem serem dados referentes ao investimento.