Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mota-Engil ganha contratos no México e Angola: auto-estrada e maternidade entre os novos projetos

Photo by Macau Photo Agency on Unsplash
Photo by Macau Photo Agency on Unsplash
Autor: Redação

A Mota-Engil México ganhou um contrato de concessão por 30 anos para a construção, operação, conservação e manutenção da autoestrada Tultepec-AIFA-Piramides, no valor de 240 milhões de euros. Já em Angola, a construtora vai realizar a obra de reabilitação e requalificação da Maternidade Irene Neto, no Lubango, província da Huíla, orçada em 11 milhões de dólares, cerca de nove milhões de euros, no âmbito do Programa de Revitalização de Angola.

Sobre o projeto no México, e em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Mota-Engil informou que "o Estado do México atribuiu à Mota-Engil México um contrato de concessão por 30 anos para a construção, operação, conservação e manutenção da autoestrada Tultepec-AIFA-Piramides".

"Esta autoestrada, além de ser uma importante via de ligação para a Cidade do México, ligando três autoestradas principais que acedem à cidade pelo norte, será também um dos acessos ao novo Aeroporto Internacional Felipe Angeles", refere a empresa no comunicado.

Esta concessão rodoviária de 27 quilómetros em que a Mota-Engil detém 100% de participação inclui 240 milhões de euros para o contrato de conceção e construção. Segundo o grupo, "este novo contrato aumenta a carteira de encomendas na região, equilibrando assim entre as três regiões o volume total de futuras obras que já ultrapassa o nível de 6.000 milhões de euros, atingindo um novo recorde".

Reabilitação de maternidade na província angolana da Huíla

O ato de consignação deste projeto decorreu esta quarta-feira, 9 de dezembro, prevendo-se um período de execução de 14 meses, segundo um comunicado do ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, uma das entidades que gere o Programa de Revitalização.

O programa também sob gestão da Agência Nacional de Petróleo e Gás e da Cabinda Gulf Oil Company Limited (CABGOC - subsidiária da Chevron) "tem como objetivo contribuir para melhoria do desenvolvimento económico e social do país".

A reabilitação e requalificação da Maternidade Irene Neto visa reforçar o sistema de saúde na província da Huila, contribuindo para a redução da morbilidade e mortalidade materno-infantil, através da melhoria das condições de trabalho dos profissionais de saúde e acomodação dos utentes, aumento da capacidade instalada e aumento da capacidade de resposta dos serviços diferenciados (obstetrícia, ginecologia, oncologia, abuso sexual e formação), segundo escreve a Lusa.

Na ocasião, o ministro dos Recursos Minerais, Petróleos e Gás, Diamantino Azevedo, citado no comunicado, destacou a "pertinência do aumento da capacidade de respostas das instituições de saúde do país, aumentando a oferta de serviços de assistência médica".

A Mota-Engil Angola é uma subsidiária da construtora portuguesa Mota-Engil que fechou recentemente um acordo com a China Communications Construction Company (CCCC) para a compra de 23% do capital, por 169,4 milhões de euros.