Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Custos de construção da habitação nova continuam a subir, mas menos

Em novembro passado, os preços dos materiais aumentaram 1,3% e o custo da mão de obra subiu 2,3%, face ao mesmo período em 2019.

Photo by Macau Photo Agency on Unsplash
Photo by Macau Photo Agency on Unsplash
Autor: Redação

A pandemia continua a ter efeitos nos custos de construção da habitação nova, registaram em novembro de 2020 um crescimento de 1,7% face ao mesmo período de 2019. No entanto, foram 0,6 pontos percentuais menos face a outubro de 2020, segundo a última estimativa do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em novembro "os preços dos materiais aumentaram 1,3% (tal como no mês anterior)", e o custo da mão de obra "aumentou 2,3% em novembro (3,8% em outubro)", segundo o Índice de Custos de Construção de Habitação Nova (ICCHN) publicado pelo INE, no final da semana passada.

Para o total da taxa de variação homóloga do índice, o custo da mão de obra contribuiu com 1 ponto percentual, ao passo que a componente dos materiais contribuiu com 0,7 pontos percentuais.

Em comparação com mês anterior (variação em cadeia), "a taxa de variação mensal do ICCHN foi 0,6% em novembro", com um aumento do custo dos materiais em 0,4% e da mão de obra de 0,8%.

"As componentes mão de obra e materiais contribuíram com 0,4 e 0,2 p.p., respetivamente, para a formação da taxa de variação mensal do ICCHN", pode ler-se no documento do INE, publicado na sexta-feira, dia 08 de janeiro de 2020.