Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Covid-19: testagem em massa na construção é uma “miragem” mas fiscalização vai apertar

Manuel Reis Campos, presidente da AICCOPN, diz não ter “conhecimento da existência, neste momento, de surtos associados ao setor”.

Imagem de Elchinator por Pixabay
Imagem de Elchinator por Pixabay
Autor: Redação

A testagem em massa no setor da construção é uma “miragem”, não havendo indícios de que a mesma esteja a ser realmente realizada. Uma ideia que contraria as indicações da DGS, que em fevereiro, numa atualização de uma norma, previa a testagem em massa em determinadas circunstâncias, designadamente em “contextos ocupacionais de elevada exposição social”, como por exemplo fábricas e construção civil. Já a fiscalização às obras será intensificada.

A notícia é avançada pelo Público, que escreve que “ainda não há notícia de raides de testagem em massa a este setor”.

Citado pela publicação, Manuel Reis Campos, presidente da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), diz não ter “conhecimento da existência, neste momento, de surtos associados ao setor”. “Foram veiculadas algumas notícias pela comunicação social, designadamente relativamente a uma situação ocorrida em Portimão, mas que já estará ultrapassada”, esclarece.

Para o presidente do Sindicato da Construção, Albano Ribeiro, não há notícias de surtos porque não estão a ser realizados testes. “O primeiro-ministro diz que está preocupado com focos de contaminação nas obras públicas, que serão algumas centenas. Mas e nas dezenas de milhares de obras de reabilitação, muitas delas clandestinas, que estão em curso, quantos casos haverá? E quem se preocupa?”, comenta, citado pelo jornal.

Manuel Reis Campos mostra-se preocupado e recorda que, desde o primeiro momento da pandemia, a AICCOPN procurou desenvolver um esforço de articulação com o Governo e com a Administração Pública e prestar um apoio e informação permanente às empresas. 

O responsável adianta, de resto, que a ACT - Autoridade para as Condições do Trabalho vai promover, em parceria com a AICCOPN, uma nova grande campanha “para que a construção se possa manter segura e saudável”. “[Essa campanha passa] pelo reforço e dinamização de iniciativas de informação e formação e ações inspetivas”, refere, sublinhando que, à semelhança da campanha anterior, “será disponibilizada pela associação, às empresas, a lista de pontos de verificação que deverão ser observados diariamente na entrada em obra”.