Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Construção nova no Porto: 30% dos 54 apartamentos do Mira Douro já têm dono

Empreendimento é promovido pelo Grupo Promiris, de origem belga, e tem a assinatura do gabinete de arquitetura Carlos Castanheira.

Mira Douro
Mira Douro
Autor: Redação

As vendas do novo condomínio residencial ‘premium’ Mira Douro, localizado entre a Travessa das Antas e a Rua Agostinho José Freire, no Porto, decorrem a bom ritmo, sendo que 30% dos 54 apartamentos – de tipologias T2, T3 e T4 – estão vendidos. De referir que foi entretanto inaugurado o stand de vendas, que se encontra junto à Praça Velasquez e ao Monte Aventino, na Travessa das Antas, estando a funcionar de segunda-feira a sábado, entre as 10h e as 14h e entre as 15h e as 19h.

Em causa está um empreendimento com vista panorâmica 360º sobre o rio Douro que foi projetado ao longo de 7 pisos, numa área total de construção acima do solo a rondar os 8.300 metros quadrados, explica em comunicado a Predibisa, responsável pela comercialização dos imóveis. 

O Mira Douro é promovido pelo Grupo Promiris, de origem belga, e tem a assinatura do gabinete de arquitetura Carlos Castanheira, “que utilizou as mais avançadas técnicas de construção combinadas com as melhores soluções energéticas para projetar todo um novo conceito de habitação, harmoniosamente idealizado para potenciar os elementos naturais existentes na envolvente”, lê-se na nota enviada às redações.

De referir que todas as tipologias de habitação disponíveis têm varanda individual, sendo que algumas frações dispõem de terraços amplos. Destaque ainda para a existência de vários espaços comuns, como por exemplo ginásio, equipamentos de lazer para crianças no exterior, sala de cinema e sala de convívio.

Mira Douro
Mira Douro

“(...) Toda a dinâmica e envolvente tornam o local único e bastante apetecível, daí o sucesso de vendas. Destaco a exposição solar, a paisagem refletida sobre o rio, a proximidade e a vasta oferta de serviços, áreas de lazer, espaços culturais, instituições de ensino, assim como acessos a transportes públicos e às principais autoestradas”, diz António Magalhães, responsável pela comercialização do projeto na Predibisa, citado no documento.

Christian Terlinden, managing partner da Promiris, comenta que trata-se de um projeto “fruto de um ano de trabalho, onde a elevada qualidade esteve sempre presente, como conceito base, quer a nível visual e de otimização dos espaços, quer ao nível da  excelência energética”. “Como tal, foi objeto de estudo e de um cuidado particular em colaboração com o Município do Porto, para que fosse criado um espaço alargado à extensão do Parque Municipal de São Roque, dando origem a um novo ‘pulmão verde’ na cidade do Porto”, acrescenta.