Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Cavaco Silva ajuda Remax a vender casas na China

Autor: Redação

Os investidores chineses estarão a ser aliciados pelo Presidente da República de Portugal a investir no imobiliário em Portugal. A agência imobiliária Remax em Pequim terá usado a imagem de Cavaco Silva para vender imóveis em Portugal, ainda que oficialmente a Remax Portugal negue esta informação.

O Portal Martim Moniz conta que esteve presente na feira “2015 Beijing International Property & Investment Expo/Autumn”, que decorreu no passado mês de setembro, em Pequim, deparando-se com este cenário.

A Remax, que nasceu em 1973, em Denver, nos EUA, e funciona em sistema de franchising mundial, "tinha um stand promocional na feira que reuniu várias empresas internacionais, onde tinham ao dispor brochuras e catálogos com vendas de imóveis em Portugal", conta o Portal, dando nota de que "no catálogo da Remax, pode ver-se a imagem de Cavaco Silva, como se o próprio fosse um agente imobiliário daquela agência".

No mesmo espaço, relata ainda o Portal, "estavam a distribuir panfletos com informação sobre os termos e condições do Golden Visa, usando a imagem do SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras), bem como do aicep Portugal Global, do Ministério dos Negócios Estrangeiros e do Governo de Portugal".

Remax Portugal rejeita ter utilizado imagem do Presidente da República

A Remax Portugal, em comunicado enviado ao idealista/news, garante que "não organizou qualquer ida à Beijing International Property & Investment Expo/Autumn, em Pequim, no passado mês de setembro" e "refuta ter utilizado a imagem do Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Cavaco Silva, na Feira em questão ou em qualquer outra situação".

A empresa de mediação imobiliária admite, no entanto, que "teve agora conhecimento que alguns agentes – quatro ao que apurámos – se terão deslocado à Feira por sua iniciativa", frisando, porém, que "levaram consigo material de promoção de imóveis, mas nenhum material exibia a imagem do Excelentíssimo Senhor Presidente da República, nem no local tomaram contacto com eventual realidade".

A Remax Portugal diz ainda que "a agência Remax People, cuja imagem é utilizada, já não está a funcionar, tendo a mesma encerrado no dia 30 de junho de 2010" e "lamenta eventuais danos causados pela associação da imagem do Excelentíssimo Senhor Presidente da República à nossa marca imobiliária, que em Portugal conta com mais 4.000 agentes e 200 agências".