Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Falência da Chamartin leva Picoas Plaza a ser colocado no mercado com preço de saldos

Autor: Redação

Continuam a chegar ao mercado os ativos imobiliários da falida Chamartin. Depois dos centros comerciais Dolce Vita está agora à venda o Picoas Plaza em Lisboa, por oito milhões de euros, e que tem um valor contabilístico superior a 12 milhões de euros. 

complexo de escritórios no coração da capital, que em 2002 ganhou uma menção honrosa do prestigiado Prémio Valmor de arquitetura, faz parte de um lote de outros edifícios que resultam da massa falida da imobiliária espanhola.

Em causa, segundo conta o Jornal de Negócios, está o edifício de escritórios Eduardo Viana, situado em Oeiras, à venda por uma valor base de 2,28 milhões de euros, menos de metade do valor contabilístico de 5,3 milhões em 2013, e dois edifícios em Famalicão, destinados a armazéns e actividade industrial, podem receber ofertas de compra acima de 1 milhão e 30 mil euros.  

Enquanto principal credora, com créditos de 12,6 milhões de euros garantidos por hipoteca, a LSREF3 surge numa posição privilegiada entre os principais compradores, diz ainda o diário.