Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Visabeira tem ativos imobiliários para vender no valor de 70 milhões

Negócio da cerâmica e cristalaria vai continuar a ser aposta do grupo de Viseu. / Bordalo Pinheiro
Negócio da cerâmica e cristalaria vai continuar a ser aposta do grupo de Viseu. / Bordalo Pinheiro
Autor: Redação

A Visabeira está determinada em concentrar-se nas áreas das telecomunicações, hotelaria, cerâmica e cristalaria. Para continuar a investir nestes setores, e depois de ter vendido o negócio da saúde à multinacional Orpea por 22,8 milhões de euros, o grupo de Viseu está agora vendedor de um lote de ativos imobiliários, avaliados em 70 milhões de euros. 

Dando nota de que a atual participação de 1,6806% na Pharol pretende “mantê-la” e esperar que “valorize” (no início de 2018 a Visabeira deixou de ter uma participação qualificada no capital da empresa liderada por Palha da Silva), o CEO da companhia, Nuno Miguel Marques, confirma que "neste momento, o que está em carteira com possibilidade de ser alienado são alguns ativos imobiliários".

Quanto e quais? "Na nossa contabilidade, temos cerca de 70 milhões de euros de ativos imobiliários em Portugal para venda", revela o gestor, citado pelo Jornal de Negócios, sem detalhar quais os ativos imobiliários em causa que o grupo está a vender.

O objetivo da Visabeira é, segundo o diário, focar-se em ser o maior prestador de serviços europeu de telecomunicações no próximo ano, prossegue com a sua "política de reorganização e racionalização de recursos", num contexto de centrar a estratégia no seu "core business".

"Naturalmente que, sendo um grupo económico que está presente em diversos setores de atividade, estamos sempre atentos a potenciais aquisições para potenciais crescimentos, ou potenciais alienações", argumenta Nuno Miguel Marques.