Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Amancio Ortega (dono da Zara) volta a injetar capital na sua imobiliária britânica

É a quarta operação similar realizada depois da compra do The Post Building, em Londres, no final do ano passado.

Edifício que pertence à Pontegadea / Pontegadea
Edifício que pertence à Pontegadea / Pontegadea
Autor: Redação

O fundador da Inditex, o espanhol Amancio Ortega, voltou a injetar capital no seu veículo imobiliário no Reino Unido, a Pontegadea Uk. É a quarta operação desta natureza que o dono da Zara realiza desde dezembro, quando comprou o The Post Building, localizado em Londres, por 700 milhões de euros.

Esta nova injeção de capital aconteceu por meio da emissão de 91.279.787 ações ao valor nominal de uma libra, de acordo com o jornal Cinco Días. O equivalente a 101 milhões de euros, no total. A operação representa 10% do capital anterior, segundo fontes da empresa consultadas pelo jornal económico. Trata-se, na verdade, de um empréstimo interno realizado pelo Grupo Ortega.

Antes, em dezembro de 2019, a Pontegadea UK realizou uma ampliação de 188 milhões de euros. Nesse mesmo mês, aportou mais 113 milhões de euros e, em março, mais 108 milhões. Todos esses movimentos aconteceram depois de uma reorganização da empresa, nomeadamente uma reestruturação que foi realizada para superar os problemas do Brexit. O que a Pontegadea UK fez, na prática, foi contribuir com seus ativos imobiliários para uma nova empresa chamada Pontegadea GB 2020.

A verdade é que o empresário continuou a aumentar a sua fortuna no ano passado, visto que o seu império imobiliário, que gere e controla através de Pontegadea, é já constituído por uma carteira avaliada em 15.163 milhões de euros. Durante o exercício de 2019, o grupo Pontegadea realizou investimentos imobiliários no valor de 2.065 milhões de euros, valor que ultrapassou ligeiramente o objetivo de investir cerca de 2.000 milhões anuais..

Os principais investimentos imobiliários do ano passado foram realizados nos EUA, onde se destaca a aquisição dos complexos Troy Block e Arbor Blocks, em Seattle, e 815 Connecticut Avenue, em Washington DC; e no Reino Unido, a compra do The Post Building - 61% do portfólio imobiliário global está localizado na Europa.