Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Sotheby’s lança campanha para aproveitar últimos meses de vistos gold em Portugal

Campanha da imobiliária de luxo é focada na África do Sul, Brasil, China, EUA, Hong Kong e Índia.

Portugal Sotheby’s Realty
Portugal Sotheby’s Realty
Autor: Redação

As restrições à concessão de vistos gold – Autorizações de Residência para Atividade de Investimento (ARI), na sua designação oficial – só entram em vigor a partir de 1 de janeiro de 2022, mas o setor imobiliário está atento à situação, visto que o programa deixará de se aplicar à compra de imóveis nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, por exemplo. A pensar nisso, a imobiliária de luxo Portugal Sotheby’s Realty lançou uma campanha internacional (“Last call for Golden Visa”), para aproveitar os últimos meses de vistos gold. 

“A Portugal Sotheby’s Realty reforça a promoção internacional de imóveis tendo como mote o final do Golden Visa nos moldes atuais. A partir de 2022, o investimento em imóveis destinados a habitação para efeitos de obtenção de autorização de residência em Portugal ficará restrito a imóveis localizados nas Regiões Autónomas ou nos territórios do interior”, explica a mediadora, em comunicado.

Segundo a empresa, a campanha será focada na África do Sul, Brasil, China, EUA, Hong Kong e Índia e terá como objetivo o reforço da captação de clientes em mercados com crescente procura pelo imobiliário de luxo em Portugal.

“A campanha agora lançada alavanca a dimensão internacional da marca Sotheby’s Realty e incluirá o foco no investimento online nos mercados alvo, a realização de webinars com potenciais investidores e de ‘roadshows’ com as equipas comerciais das filiais da Sotheby’s International Realty”, lê-se na nota.

Para Miguel Poisson, CEO da Portugal Sotheby’s International Realty, “esta campanha tem como objetivo reforçar a captação de investimento internacional em mercados onde o Golden Visa tem maior atratividade e relembrar esta última janela de oportunidade para contratar um Golden Visa através da compra de imóveis situados no litoral, ou seja, nas zonas naturalmente mais procuradas pelos investidores”. O responsável adianta, de resto, que a campanha tem tido bons resultados: “Temos tido uma boa aceitação do mercado estrangeiro”.