Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Luís Lima demite-se da presidência da APEMIP

Alegados motivos de saúde estiveram na origem da decisão, adianta a associação de mediadores imobiliários. Paulo Caiado é o sucessor no cargo.

APEMIP
APEMIP
Autor: Redação

Luís Lima deixou a presidência da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), cargo que ocupou nos últimos 12 anos, desde 2009. A notícia foi confirmada ao idealista/news por fonte oficial da própria associação, que revelou que Luís Lima alegou motivos de saúde para avançar com o pedido de demissão, feito no final da semana passada.

Paulo Caiado, vice-presidente assessor da APEMIP e administrador da SiimGroup, proprietária de cinco lojas de mediação que opera sob a insígnia Remax, é o sucessor de Luís Lima na liderança da associação de mediadores, pelo menos até serem marcadas eleições. 

Recordamos, agora, as palavras de Luís Lima em outubro de 2019, quando foi reeleito para um novo mandato como presidente da APEMIP – os novos órgãos sociais APEMIP foram eleitos para dirigir os destinos da associação durante o triénio 2020-2022, com 98% dos votos. Segundo o próprio, era chegada a “hora da mediação imobiliária ser autorregulada”, um passo “que já esteve previsto protocolarmente, mas que foi adiado no período da Troika, por não se considerar um tema prioritário”. 

“O mercado exige-o, a classe também, e a APEMIP será sempre o que as suas associadas quiserem que ela seja. E, neste momento, exigem que tenha mais responsabilidades, o que poderá acontecer com uma eventual transição para uma Ordem profissional, que atue contra quem põe em causa a credibilidade dos mediadores que tantas dificuldades tiveram para atingir o estatuto de reconhecimento que agora corre o risco de perder devido a quem é desprovido de qualquer ética e respeito pelos seus clientes”, disse, na altura.