Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Compra e Venda de casas

Últimas notícias sobre "Compra e Venda de casas" publicadas em idealista.pt/news

Preço da habitação na Holanda continua a subir devido à escassez de oferta

A falta de oferta de casas no mercado residencial holandês está a causar um aumento inesperado no preço das casas, de acordo com a análise de vários bancos do país. 2020 fechou com um aumento médio anual de 7,8%, mas a verdade é que só em janeiro de 2021 o crescimento atingiu 9,3%. O banco Rabobank, por exemplo, prevê aumentos médios de 8% para este ano.

Notícia sobre:

Casas de luxo em tempos de pandemia: portugueses são os que mais compram

Os portugueses estão atentos ao segmento residencial de luxo, tendo comprado em 2020, ano marcado pelo surgimento da pandemia da Covid-19, mais de metade (54,3%) das 3.420 casas vendidas pela Remax Collection. A imobiliária vendeu no ano passado menos imóveis de luxo que em 2019, mas mais 9% que em 2018, tendo terminado o ano de 2020 com um total de volume de preços na ordem dos 1.152 milhões de euros, segundo revela em comunicado.

Notícia sobre:

Como usar a internet (e o Google) para fazer mais e melhores negócios na mediação imobiliária

Os dados mais recentes relativos às transações de casas e respetivos preços de venda comprovam que o setor imobiliário está de boa saúde em Portugal, mesmo em tempos de pandemia da Covid-19. E a verdade é que a mediação imobiliária tem um aliado poderoso na sua atividade, a internet. Sem ela, como encontrar uma casa para viver ou como mostrar/promover um imóvel, no caso das imobiliárias, em tempos de confinamento? 

Notícia sobre:

Subida dos salários não acompanha evolução dos preços das casas

O setor imobiliário, nomeadamente o segmento residencial, parece estar a passar no teste da Covid-19, visto que apesar de se terem vendido menos casas em Portugal em 2020, os preços pelos quais as mesmas são transacionadas continuam a subir: 8,4%, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE). Um crescimento bem superior (quase o dobro) face ao verificado no rendimento médio mensal da população empregada por conta de outrem no país – era de 951 euros em 2020, o que representa um aumento de 4,6% face a 2019.

Notícia sobre:

Escassez de oferta para a classe média ajuda a explicar subida dos preços das casas na pandemia

Foram vendidas no ano passado 171.800 casas, menos 5,3% que no ano anterior, sendo este o primeiro recuo no número de transações desde 2012. Uma quebra que se deve à pandemia da Covid-19, isto apesar do valor dos negócios ter atingido os 26,2 mil milhões de euros, o que representa uma subida homóloga de 2,4%, que pode ser justificada com o facto do preço das casas continuar a aumentar. Para contrariar esta constante subida, que ainda assim tem vindo a desacelerar, é preciso aumentar a oferta existente no mercado, nomeadamente para a classe média portuguesa, avisam os mediadores imobiliários. 

Notícia sobre:

Quase 50 mil casas vendidas no final de 2020 - um record trimestral histórico em plena pandemia

Nunca se venderam tantas casas em Portugal num trimestre como no último de 2020, ou seja, em plena pandemia da Covid-19. Foram, ao todo, 49.734 alojamentos (42.372 existentes e 7.362 novos), mais que no trimestre anterior (45.136) e no homólogo (49.232), segundo dados divulgados esta terça-feira (23 de março de 2021) pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Em termos anuais, no entanto, verifica-se uma quebra, tendo sido transacionadas, em 2020, 171.800 habitações, menos 5,3% que no ano anterior, sendo este o primeiro recuo no número de vendas desde 2012. 

Notícia sobre:

Keller Williams “finta” a pandemia: volume de vendas aumentou 19% em 2020

A Keller Williams (KW), empresa global de formação e tecnologia especializada no ramo de mediação imobiliária, cresceu em Portugal em 2020, ano marcado pela chegada da pandemia da Covid-19, tendo registado um aumento do volume de vendas de 19%. O mesmo aconteceu com as angariações, que dispararam cerca de 30% face a 2019. 

Notícia sobre:

Portugueses investem em imobiliário em 2020: responsáveis por 83,3% das transações da Remax

Os portugueses estão a investir forte no imobiliário em Portugal, mesmo em tempos de pandemia da Covid-19. Continuam a ser, de resto, quem mais está a comprar ou a arrendar casa no país, segundo a Remax, tendo sido responsáveis, em 2020, por 83,3% das transações da mediadora, com Lisboa, Porto e Setúbal a serem os distritos mais relevantes nos resultados globais. 

Notícia sobre:

Sesimbra Cliffs traz ao mercado 53 apartamentos prontos a habitar e... dá resposta à pandemia

O Sesimbra Cliffs traz ao mercado 53 novos apartamentos prontos a habitar, desde o estúdio ao T3, com áreas entre os 45 e os 128 metros quadrados (m2). Os preços começam nos 150.000 euros. São imóveis prontos para serem entregues, sendo que as visitas físicas e virtuais já arrancaram. O empreendimento, que está localizado de frente para o mar na vila piscatória de Sesimbra, a 40 minutos de Lisboa, visa dar resposta aos requisitos de uma nova procura que emerge com a pandemia da Covid-19, o crescimento do teletrabalho e a maior valorização da fruição do lar, refere, em comunicado, a JLL, responsável pela comercialização dos imóveis

Notícia sobre: