Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mercadona injeta mais 400 milhões para impulsionar negócio em Portugal

O objetivo passa por alavancar os investimentos que serão feitos nos próximos anos, nomeadamente para a abertura de novas lojas e do centro logístico de Almeirin.

Mercadona
Mercadona
Autor: Redação

A Mercadona continua a reforçar a sua estratégia de expansão em Portugal, o primeiro e único mercado estrangeiro onde está presente. Desta vez, a retalhista espanhola irá injetar mais 400 milhões de euros no negócio luso.

Segundo o El País, que avança a notícia, a Irmãdona Supermercados, filial portuguesa da empresa, perdeu 83 milhões de euros em 2020, algo que obrigou a cadeia de supermercados a reforçar a “musculatura” financeira do negócio em Portugal.

“A empresa fez contribuições adicionais de 335 milhões de euros até 2019 e 220 milhões de euros em 2020. A 19 de janeiro de 2021, a empresa aprovou uma contribuição adicional, a efetuar no prazo máximo de 3 meses, no valor de 400 milhões euros ”, explica-se nas contas apresentadas no Registo Mercantil pela Inmo-Alameda, empresa do presidente da Mercadona, Juan Roig, de acordo com a mesma publicação.

Esta nova injeção de capital, segundo o El País, servirá para alavancar os investimentos que serão feitos nos próximos anos, nomeadamente para a abertura de novas lojas e do centro logístico de Almeirin.

Apesar dos números a vermelho, Roig garantiu na apresentação de resultados da Mercadona que está satisfeito com a evolução da atividade no país, apesar de ainda haver muito trabalho pela frente.