Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lidl investe para expandir rede: 180 milhões para renovar e abrir novas lojas

Até ao início de 2022, a cadeia alemã prevê a abertura de 8 novos supermercados e a remodelação e modernização de 12 lojas.

Loja Lidl Espinho / Créditos: Lidl Portugal
Loja Lidl Espinho / Créditos: Lidl Portugal
Autor: Leonor Santos

O Lidl está há 26 anos em Portugal. Foi na década de 90 que iniciou a rota de expansão no país, onde conta com mais de 260 lojas. Só desde 2017, a cadeia de supermercados alemã já investiu 720 milhões em território nacional para remodelar e abrir novos espaços, e a trajetória de crescimento é para manter. Para 2021, está nos planos abrir 8 supermercados e apostar na renovação de 12 lojas, num investimento que deverá rondar os 180 milhões de euros. “A conveniência exigida pelos consumidores dita a nossa atuação, pelo que acreditamos valer a pena continuar a satisfazer as suas necessidades”, revela fonte oficial da empresa, em entrevista ao idealista/news.

Qual o balanço destes anos de atividade no país? Qual a estratégia de investimento para os próximos anos? Como é que a pandemia impactou o negócio? Como se explica a “febre da logomania”? O departamento de comunicação do Lidl Portugal responde a estas e outras questões numa entrevista escrita que agora reproduzimos na íntegra.

Loja Lidl Estação Sete Rios / Créditos: Lidl Portugal
Loja Lidl Estação Sete Rios / Créditos: Lidl Portugal

O Lidl entrou no mercado português em 1995, com a inauguração do seu 1º entreposto em Sintra. Qual o balanço destes anos de atividade em território luso?

É um balanço francamente positivo, com um investimento significativo no País, que se tem intensificado nos últimos anos, espelhando a importância que Portugal, os portugueses, assim como produtores e fornecedores nacionais têm para o Lidl. Com a premissa de oferecer aos clientes a máxima qualidade ao melhor preço, temos investido igualmente em relações sólidas e duradouras com os nossos fornecedores e parceiros, através de certificações e de proximidade.

Desde a sua origem, o Lidl aposta numa estratégia de proximidade e simplicidade para com os seus clientes, que procuram, acima de tudo, conveniência, rapidez e produtos frescos e de qualidade ao melhor preço. A conveniência exigida pelos consumidores dita a nossa atuação, pelo que acreditamos valer a pena continuar a satisfazer as suas necessidades, oferecendo uma experiência de compra cada vez mais satisfatória e conveniente, facilitando a vida às comunidades.

Desde a sua origem, o Lidl aposta numa estratégia de proximidade e simplicidade para com os seus clientes

É nesse sentido que temos investido na remodelação e reconstrução do nosso parque de lojas, que proporcionam uma experiência de compra simplificada e conveniente, conseguida por exemplo, através da nossa padaria self-service, com máquina de corte de pão. Os nossos clientes dispõem já de mais de 260 lojas Lidl pelo país, em localizações privilegiadas. Nelas é possível fazer todo o tipo de compras para o lar, desde alimentos, a moda, a utensílios domésticos.

Qual o investimento total no mercado português até ao momento?

O Lidl está há 26 anos em Portugal, comprometido em estar próximo dos portugueses e em oferecer o máximo de conveniência, através da sua premissa de qualidade ao melhor preço, pelo que o investimento no país ao longo dos anos tem sido uma aposta constante da insígnia. Só desde 2017, o Lidl investiu 720 milhões de euros em Portugal.

Quantas lojas têm atualmente no país? E o número de colaboradores?

Atualmente o Lidl Portugal dispõe de cerca de 8200 colaboradores, distribuídos por mais de 260 lojas, de norte a sul do país, e quatro direções regionais e entrepostos, para além da sede: Santo Tirso (Norte), Torres Novas (Oeste), Sintra (Centro) e Palmela (Sul) – para além de um armazém de produtos não alimentares, em Porto Alto.

Loja Lidl Barreiro / Créditos: Lidl Portugal
Loja Lidl Barreiro / Créditos: Lidl Portugal

Anunciaram recentemente a abertura da 1ª loja Lidl numa área de serviço em Portugal (e na Europa), em Oeiras. Que investimento foi feito nesta unidade?

A loja Lidl localizada na área de serviço de Oeiras (A5), contou com um investimento de 4,5 milhões de euros, procurando tornar as compras dos portugueses mais simples e convenientes, juntando- se às duas lojas já existentes no concelho de Oeiras. Apostando no desenvolvimento da economia local, o Lidl criou cerca de 25 novos postos de trabalho, sendo que no concelho passa agora a empregar mais de 75 colaboradores.

Estão a construir um novo Lidl também em Porto Salvo...já há data de abertura prevista?

A loja Lidl de Porto Salvo faz parte do plano de investimento da rede de lojas no país e comunicaremos oportunamente a sua data de abertura.

E preveem mais aberturas para este ano? Qual é a estratégia do Lidl para a próxima década?

No nosso ano fiscal de 2021 – março de 2021 a fevereiro de 2022 - prevemos 8 inaugurações de lojas. A nossa estratégia passa por continuarmos a estar próximos das comunidades, disponibilizando uma oferta completa e que responda às necessidades dos nossos clientes, com a máxima qualidade ao melhor preço.

Loja Lidl Malveira / Créditos: Lidl Portugal
Loja Lidl Malveira / Créditos: Lidl Portugal

Têm algum valor destinado aos investimentos imobiliários e de construção que nos possam avançar?

Para o nosso ano fiscal de 2021, prevemos investir cerca de 180 milhões de euros em Portugal, onde se incluem a renovação de cerca de 12 lojas e 8 inaugurações.

Além das lojas, têm planeada a abertura de algum novo centro logístico?

O Lidl Portugal abriu, em setembro de 2020, o seu primeiro centro logístico com automatização no país, traduzindo-se num investimento de 73 milhões de euros, o seu maior entreposto logístico em Portugal. Este entreposto localizado em Santo Tirso espelha dois pilares estratégicos da empresa: a aposta em inovação e em sustentabilidade. Por um lado, é o primeiro armazém Lidl em Portugal semi-robotizado, traduzindo-se num investimento diferenciador que responde a num novo modelo industrial, no qual se incluem as tecnologias de automação na execução de edifícios inteligentes. Por outro lado, reforça também o compromisso da empresa com a sustentabilidade, já que conta com energias renováveis (painéis solares) e uma gestão inteligente da iluminação (garantida através de sensores), bem como câmaras de frio com um sistema de arrefecimento com recurso a gases/fluidos naturais que minimizam os efeitos nocivos para a camada do ozono.

Este entreposto localizado em Santo Tirso (...) é o primeiro armazém Lidl em Portugal semi-robotizado (...)

À semelhança de todos os entrepostos e lojas Lidl, tem a certificação ISO50001 - um sistema de gestão de energia que visa um melhor desempenho, consumo e eficiência - e a certificação BREEAM, que classifica os edifícios sustentáveis tendo em conta categorias como: gestão, saúde e bem-estar, energia, transporte, água, materiais, resíduos, utilização do solo e ecologia e contaminação; e que visa minimizar os efeitos negativos dos edifícios nos ambientes locais e globais, promovendo o conforto e saúde nos espaços interiores. Para além disso, disponibiliza ainda seis estações duplas de carregamento para veículos elétricos, na sequência do compromisso assumido pela empresa a nível de mobilidade sustentável.

Loja Lidl Entrecampos (padaria) / Créditos: Lidl Portugal
Loja Lidl Entrecampos (padaria) / Créditos: Lidl Portugal

Este entreposto permite que a operação Lidl a norte seja mais eficiente e rápida na forma de levar a qualidade ao melhor preço a todos os portugueses, uma vez que foi aumentada a capacidade de armazenagem e de abastecimento de lojas na região Norte: este entreposto tem capacidade para 55 mil paletes e conta com mais de 90 cais. Desta forma, acreditamos conseguir garantir uma proximidade ainda maior com os nossos clientes, oferecendo-lhes tudo o que necessitam para o seu dia-a-dia.

Adicionalmente, o Lidl Portugal dispõe de mais 3 entrepostos: Torres Novas (Oeste), Sintra (Centro) e Palmela (Sul).

Qual o balanço destes quase 2 anos de pandemia? Qual o impacto no negócio? Como é que as lojas se prepararam e estão a viver esta nova realidade?

O atual contexto de pandemia trouxe consigo inúmeros desafios, não só na gestão de resposta às expectativas e necessidades dos nossos clientes, mas também junto das nossas equipas. Foi evidente a necessidade de uma comunicação interna rápida e eficaz para transmitir confiança a todos os nossos colaboradores, garantindo o esclarecimento das suas dúvidas e o conhecimento de todas as medidas de segurança a implementar que permitissem uma atuação eficaz.

Logo no primeiro momento, a empresa traçou vários cenários possíveis e trabalhou lado a lado com os seus fornecedores e os vários parceiros da sua cadeia de valor para garantir o fornecimento de bens através das suas lojas.

Loja Lidl  / Créditos: Lidl Portugal
Loja Lidl / Créditos: Lidl Portugal

Adicionalmente, desde o início da pandemia de Covid-19 que a prioridade do Lidl tem sido assegurar a proteção e segurança de todos os seus colaboradores e, igualmente, dos clientes. Neste sentido, têm sido várias as medidas adotadas e reforçadas, seguindo as recomendações da Direção Geral de Saúde, por forma a garantir uma maior proteção e minimizar os riscos de contágio. Com o evoluir do estado da pandemia e o conhecimento sobre a mesma, o Lidl tem melhorado de forma consistente as suas medidas de segurança e prevenção. Desde março do ano passado até agora, temos permanentemente adaptado procedimentos e medidas para que as equipas se sintam seguras, bem como os nossos clientes, tendo estado sempre na linha da frente, cumprindo com o compromisso de fornecimento de bens a toda a sociedade e procurando garantir uma normal experiência de compra.

Esta certificação é revista a cada seis meses e alvo de visitas mistério para garantir a sua implementação contínua.

Este investimento resultou na atribuição do selo “Global Safe Site” pelo Bureau Veritas, um organismo internacional de referência, que certifica que as lojas Lidl adotaram medidas preventivas contra o Covid-19, cumprindo os requisitos estabelecidos e garantindo o seguimento de protocolos de desinfeção e limpeza, assim como a implementação de medidas de segurança pertinentes. Esta certificação é revista a cada seis meses e alvo de visitas mistério para garantir a sua implementação contínua.

Loja Lidl Estação Sete Rios (self check out) / Créditos: Lidl Portugal
Loja Lidl Estação Sete Rios (self check out) / Créditos: Lidl Portugal

O Lidl dispõe também de protocolos de contingência, garantindo que os colaboradores devem proceder no caso de suspeita ou confirmação de infeção por Covid-19. Para o efeito, temos disponível um microsite interno com toda a informação útil e importante sobre o tema, acessível também na app móvel a todos os colaboradores. Os colaboradores podem também recorrer à Linha do Colaborador, que os ajudará no esclarecimento de dúvidas e acompanhamento. Adicionalmente, o Lidl disponibiliza a todos os colaboradores um seguro da saúde, que inclui apoio psicológico no contexto de Covid-19, sem qualquer custo para o colaborador, já que é de extrema importância continuar a garantir o seu bem-estar emocional.

A marca LIDL tem uma grande presença nas redes sociais. Em plena pandemia, e na sequência do seu preocupante impacto social, a marca desafiou a sua comunidade digital a unir-se com o objetivo de ajudar os sem-abrigo. Qual é o compromisso da marca com a responsabilidade social?

Temos como ambição sermos um negócio responsável e sustentável, ao longo de toda a nossa cadeia de valor. A nossa estratégia de responsabilidade corporativa, “A caminho do amanhã”, está alicerçada em três eixos de atuação: promoção de estilos de vida sustentáveis, proteção do planeta, e apoio às comunidades locais que visam a ajuda direta à comunidade com doações alimentares e não-alimentares, o financiamento de projetos de desenvolvimento e a sensibilização para problemáticas da sociedade. Por exemplo, com o programa Mais Ajuda, na sua 2ª edição, procurámos apoiar os idosos, especialmente fragilizados com a pandemia. O programa entregou 333.000€ para apoiar 10 projetos inovadores.

A partir destes eixos estratégicos melhoramos continuamente o nosso negócio para criar valor para a nossa sociedade, parceiros comerciais e colaboradores.

Também sob o mote “Ajudar quem mais precisa”, procurámos, em época de pandemia, marcar a diferença na comunidade, de forma transversal, ajudando os mais frágeis. Participámos na campanha de recolha de alimentos do Banco Alimentar Contra a Fome, entregando um total de 67.600 bens de primeira necessidade. Levámos ainda ajuda aos sem-abrigo, com a ajuda dos portugueses, entregando 10.000 refeições. Doámos 130 mil máscaras cirúrgicas à União das Misericórdias, para ajudar os residentes em lares, de norte a sul do país. Com o objetivo de partilhar o nosso conhecimento com instituições sociais e ambientais, realizámos workshops digitais intitulados ‘À conversa com o Lidl’, que permite às instituições ter uma conversa com vários especialistas da empresa, em áreas diversas, como ‘Transparêcia e Privacidade’, ‘Eficiência e Processos’, ‘Qualidade Alimentar, ‘Recursos Humanos e Engagement’ e ‘Comunicação’. Adicionalmente, no ano fiscal de 2020 (março 2020 a fevereiro de 2021), o Lidl Portugal, através do seu projeto Realimenta - que tem como objetivo fazer chegar a quem mais precisa produtos em condições de consumo, mas que não obedecem a todas as condições de comercialização, provenientes das suas lojas, entrepostos e sede - ajudou cerca de 195.000 pessoas, através de mais de 160 IPSS.

(...) através do seu projeto Realimenta (...) judou cerca de 195.000 pessoas, através de mais de 160 IPSS.

Também a 12ª campanha de sensibilização do Lidl Portugal contra o abandono animal, lançada no dia 10 de dezembro, a propósito do Dia Internacional dos Direitos dos Animais angariou um total de 50.000 refeições, que alimentaram os animais de estimação de cerca de 500 famílias carenciadas, sinalizadas pela Animalife. Neste caso, reforçando o seu compromisso para com a sociedade, o Lidl procurou ajudar famílias, sinalizadas como carenciadas, a conseguirem alimentar os seus cães e gatos.

Loja Lidl (frutas e legumes) / Créditos: Lidl Portugal
Loja Lidl (frutas e legumes) / Créditos: Lidl Portugal

Também no ano passado, já em pleno verão, a marca lançou, internacionalmente, uma coleção de moda composta por quatro peças: meias, chinelos, sapatilhas e t-shirt. Uma ideia que teve grande ‘hype’ nas redes sociais, numa espécie de “febre da logomania”. Como explicam este fenómeno? Como se enquadra na vossa estratégia de comunicação e marketing?

A ideia surgiu no dia das mentiras em abril de 2019 quando o Lidl Alemanha fez uma publicação nas suas redes sociais com um par de ténis inspirado na logomania, encenando que os iria ter à venda, ou seja, começou como uma brincadeira. Esta brincadeira gerou uma onda de comentários positivos e muitos fãs pediram para os ter à venda. Para dar resposta aos pedidos dos seus fãs, o Lidl produziu algumas unidades de ténis com o formato logomania Lidl para um passatempo nas redes sociais.

O sucesso foi tanto que os premiados acabaram por colocar os mesmos à venda no site eBay, por valores que chegaram aos 2.000€ por par.

O sucesso foi tanto que os premiados acabaram por colocar os mesmos à venda no site eBay, por valores que chegaram aos 2.000€ por par. Neste sentido, com o intuito de responder aos desejos dos seus clientes, de forma democrática e acessível a todos, o Lidl apostou no lançamento de uma ‘Fan Collection’, com mais artigos do que apenas os ténis, incluindo meias, chinelos e t-shirts. A coleção ‘Lidl Fan’ esteve disponível para venda em outros mercados onde o Lidl assinala presença, como por exemplo: Espanha, Alemanha, Suíça, Holanda, Finlândia, entre outros. A primeira coleção ‘Lidl Fan’ ficou disponível nas lojas Lidl Portugal no dia 30 de novembro e foi muito bem recebida pelos clientes.

Créditos: Lidl Portugal
Créditos: Lidl Portugal

Depois do sucesso gerado em Portugal com a primeira coleção que contagiou fãs de norte a sul do país, a coleção com o logótipo do Lidl regressou às lojas com novos artigos para este Verão, como um saco dobrável, uma bola de praia, uma toalha de praia, t-shirts para senhora, chinelos de praia e os famosos ténis, tanto para homem como para senhora.

A forma como a coleção surgiu demonstra a proximidade que o Lidl tem com os seus clientes, que ‘vestem a camisola’ enquanto verdadeiros fãs da marca.

O Lidl Portugal também anunciou o compromisso de reforçar a sua estratégia de sustentabilidade, ao comprometer-se a reduzir em pelo menos 20% o consumo de plástico até 2025. O que é que está a ser feito nesse sentido?

A sustentabilidade faz parte do ADN do Lidl e é vivida integralmente através da adoção de boas práticas económicas, ambientais e sociais ao longo da nossa cadeia de valor, centrando-se na política de oferecer qualidade ao melhor preço. No Lidl estamos conscientes da nossa responsabilidade perante a sociedade e o ambiente, enquanto uma das principais cadeias de retalho a operar em Portugal e trabalhamos diariamente para tornar as nossas atividades comerciais o mais sustentáveis possível.

A nível do grupo assumimos uma estratégia de sustentabilidade e de redução de plástico a 360º graus, tendo sido pioneiros na adoção de compromissos, como em 2018, quando assumimos o compromisso de redução de consumo de plástico nas embalagens de marca própria em 20% até 2025 e a tornar 100% das nossas embalagens o máximo recicláveis. Neste sentido, temos vindo a adotar diversos compromissos e medidas sustentáveis com o objetivo de eliminar, reduzir, substituir e transformar o plástico, nomeadamente:

  • Em agosto de 2018, fomos a primeira empresa de retalho em Portugal a descontinuar a venda de plásticos descartáveis, evitando a entrada no sistema de 12,5 milhões de copos e de 5 milhões de pratos anualmente;
  • Fomos o 1º retalhista português a acabar com a venda de sacos de plástico para transporte de compras, em todas as lojas nacionais - que se se efetivou no final de 2019 -, retirando do circuito cerca de 25 milhões de sacos de plástico por ano, produzindo menos 675 toneladas deste material anualmente;
  • A disponibilização de artigos não alimentares com menor impacto ambiental e que contribuem para a sustentabilidade do ecossistema, como foi o caso dos ténis Crivit Ocean-Bound Plastic, os casacos 100% feitos a partir de garrafas PET recicláveis e os artigos para casa como cestos da roupa, baldes do lixo e caixas de arrumação a partir de pelo menos 95% de material reciclado;
  • O compromisso de eliminar os microplásticos dos produtos de cosmética e higiene pessoal da nossa marca própria;
  • Somos ainda membros do pacto Ambiental com as Nações Unidas e signatário do Pacto de Plásticos da Fundação Ellen McArthur, sendo membro fundador do Pacto Português para os plásticos.