Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Escritórios: Nove edifícios na Quinta da Fonte vendidos por fundo alemão a joint venture

Autor: Redação

Prestes a fechar o ano, acaba de ser comunicada ao mercado uma transação que representa um dos maiores investimentos imobiliários realizados em Portugal este ano, segundo a Aguirre Newman, sem revelar valores. Em causa está a venda de uma carteira de nove edifícios de escritórios do centro empresarial Quinta da Fonte, localizado em Oeiras, Zona 6 (Corredor Oeste), propriedade de um fundo imobiliário alemão, vendido a uma joint venture.

Paulo Silva, managing director da Aguirre Newman (que representou o vendedor), em comunicado, explica que “este portfolio oferece uma excelente oportunidade para investidores core plus e value add, que beneficiarão de uma economia em crescimento e de tendências de mercado mais favoráveis”. A Aguirre Newman foi responsável pelo processo de comercialização, negociação, due diligence técnica e comercial do vendedor e fecho de negócio.

Por sua vez, Luis Rocha Antunes, partner e diretor do Departamento de Investimento da Cushman & Wakefield (C&W) em Portugal (empresa que atuou em nome dos compradores) e David Lopes do mesmo departamento, consultores envolvidos nesta operação, salientam que “Esta operação colocou em evidência a mudança nos mercados de investimento e ocupacional, representando o potencial de add value para ativos de categoria “A”. 

A C&W apoiou os compradores na definição de um plano de negócios e estratégia de reposicionamento da Quinta da Fonte.

A Quinta da Fonte é um dos maiores parques de escritórios da Grande Lisboa, abrangendo 22 edifícios com uma área total de cerca de 82.000 metros quadrados. Diversas empresas internacionais têm a sua sede em Portugal na Quinta da Fonte, nomeadamente Procter & Gamble, Bristol Meyers Squibb, Merck, General Motors, Ericsson, GE, Hewlett Packard, Holmes Place Health Clubs, entre outras.