Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Monumental vai “renascer” e Marquês de Pombal 3 terá “obras de embelezamento”

Obras no Monumental arrancam a meio do ano e devem durar cerca de 15 meses / Google Maps
Obras no Monumental arrancam a meio do ano e devem durar cerca de 15 meses / Google Maps

Dois dos ativos imobiliários de escritórios detidos em Portugal pela Socimi espanhola Merlin Properties (MP) vão ser alvo de obras este ano. O edifício Monumental, no Saldanha, vai ser totalmente renovado e o Marquês de Pombal 3 sofrerá uma intervenção de melhoramento. 

“Temos uma política de investimento nos nossos ativos, porque achamos que devem ser melhorados. No caso do Monumental, vamos fazer uma obra bastante grande, de forma a termos um edifício ‘grade a [moderno, de última geração]’. Estamos numa ‘grade a location’ e esta localização, o Saldanha, será cada vez mais uma zona de referência na cidade no segmento de escritórios”, começa por dizer ao idealista/news João Cristina, diretor da empresa em Portugal.

No caso do edifício Monumental, as obras de requalificação serão estruturantes e vão incidir no interior do imóvel e na respetiva fachada. “Será uma alteração de todas as instalações, da fachada, do sistema elétrico, etc. O edifício e a própria cidade precisam [desta intervenção]. É um edifício que envelheceu demasiado depressa, e queremos que seja mais transparente”, diz o responsável, salientando que as obras arrancam a meio do ano e devem durar cerca de 15 meses – em causa está um investimento na ordem dos 20 milhões de euros.

"O edifício Monumental terá novos inquilinos, temos tido várias abordagens"

“Fruto das obras que vamos fazer estamos consciente e intencionalmente a pedir aos inquilinos para sairem. Como a obra vai ser tão disruptiva é impossível compaginar o normal trabalho do inquilino com as obras. O edifício terá novos inquilinos, temos tido várias abordagens e esperamos fazer alguns pré-arrendamentos”, acrescenta João Cristina.

Marquês de Pombal 3 será “embelezado”

Também o edifício Marquês de Pombal 3, que a MP comprou em 2017 por 60,3 milhões de euros, será intervencionado este ano. Será aí, de resto, que a empresa terá o seu escritório – encontra-se atualmente, de forma temporária, no edifício Monumental. “Faremos algumas obras de melhoria no Marquês de Pombal 3, vamos melhorar as zonas comuns substancialmente, mas não a fachada. Neste caso é mais uma obra de embelezamento, porque o imóvel precisa de algum carinho”, explica o responsável.