Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mercado de escritórios ao rubro em Lisboa - cerca de 70% da oferta futura está contratada

Autor: Redação

O mercado de arrendamento de escritórios de Lisboa continua ao rubro, estando já pré-arrendada perto de 70% da nova área que será disponibilizada este ano. Ou seja, dos cerca de 78 mil metros quadrados (m2) de escritórios que deverão ficar concluídos e prontos a ocupar em 2019, 46 mil m2 já têm ocupação garantida e pré-contratada, pelo que há apenas 32.000 m2 para colocação no mercado. 

Segundo a consultora JLL, que se apoia em dados que constam no seu no relatório mensal de fevereiro relativo a este mercado, o Office Flashpoint, verificou-se um “abrandamento da atividade de ocupação nos dois primeiros meses do ano, período em que se registou um ‘take up’ de 14.502 m2”, menos 34% que no mesmo período do ano passado.

Além dos pré-arrendamentos já concretizados, não temos dúvidas de que os restantes 32.900 m2 serão absorvidos rapidamente, pois além de serem uma oferta nova num mercado com stock em baixa, conjugam os requisitos de qualidade, dimensão e localização que as empresas procuram”, disse Mariana Rosa, diretora de Office/Logistics Agency and Transaction Manager da consultora JLL. 

“Não há dúvida alguma de que continua a existir uma procura latente muito expressiva e que a promoção começa agora a dar resposta com novos investimentos, sendo expetável, tendo em conta o tempo natural de desenvolvimento imobiliário, que uma fatia importante da atividade do mercado de escritórios ao longo deste ano venha por via dos pré-arrendamentos”, acrescenta a responsável.

Nos dois primeiros meses do ano registaram-se 21 operações de arrendamento de escritórios, com uma área média de 691 m2. De referir que a JLL foi responsável pela colocação de 27% dos 14.502 m2 ocupados.