Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

EXEO Office Campus: Avenue reforça comercialização do edifício Lumnia  

Já foram colocados 7.000 m2 de escritórios neste edifício, que é o primeiro a nascer neste complexo situado no Parque das Nações.

Edifício Lumnia está a ser comercializado
Cushman & Wakefield / CBRE
Autor: Redação

Há novidades sobre o EXEO Office Campus, situado no Parque das Nações em Lisboa. O edifício Lumnia, que é o primeiro prédio de escritórios a ser construído neste complexo, vai ter a sua comercialização reforçada: a Avenue, promotora do projeto, escolheu a consultora Cushman & Wakefield para fazer parte deste processo junto da CBRE.

O edifício Lumnia conta com 30.000 metros quadrados (m2) de espaços de escritórios e com 830 m2 dedicados ao comércio. A área de escritórios está dividida por oito pisos, incluindo sete terraços e 300 lugares de estacionamento privativo na cave, revelam as consuloras em comunicado enviado às redações.

Este edifício já não se encontra totalmente desocupado. André Almada, A&T Offices Director da CBRE Portugal, refere no documento que a consultora foi “responsável pela colocação da área do edifício que já não se encontra disponível, nomeadamente os primeiros 7.000 m2, distribuídos por dois ocupantes distintos”. Segue-se agora a comercialização dos 23.000 m2 de escritórios e das lojas dos edifícios por ambas as consultoras.

Edifício Lumnia está a ser comercializado
Cushman & Wakefield / CBRE
Note-se que este foi o primeiro edifício inserido no projeto EXEO Office Campus a arrancar as obras de construção sob a gestão da Engexpor, que segundo noticiou o idealista/news, devem estar concluídas já este mês. O EXEO é já considerado o “maior projeto de escritórios atualmente em construção na cidade de Lisboa”, sublinha André Almada citado no documento.

Além do edifício Lumnia, o complexo EXEO, que totaliza 70.000 m2, prevê a construção de mais dois – o Aura e o Echo – segundo critérios de sustentabilidade e novos conceitos de trabalho. Para Carlos Oliveira, Partner, Diretor de Office Agency da Cushman & Wakefield, “ o edifício Lumnia (…) será seguramente um excelente representante de uma nova geração de edifícios de escritórios, (…) que junta tecnologia e sustentabilidade a pisos de grande dimensão e elevada eficiência, a uma localização fantástica no coração do Parque das Nações”. Neste novo campus está previsto ainda desenvolver jardins com esplanadas e vários espaços comerciais.