Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

EXEO, o projeto de escritórios com 70.000 m2 na Expo que está a atrair (muitos) inquilinos

“Temos manifestações de interesse já fortes, algumas muito adiantadas”, revela ao idealista/news Aniceto Viegas, diretor-geral da promotora Avenue.

Avenue
Avenue

Chama-se Exeo Office Campus e é um complexo de escritórios que está a nascer no Parque das Nações, em Lisboa, “pela mão” da Avenue. São três edifícios que têm, ao todo, 70.000 metros quadrados (m2). Apesar de ainda estar a ser construído, há já muitas empresas interessadas em arrendar um espaço, revela ao idealista/news Aniceto Viegas, diretor-geral da promotora imobiliária Avenue. 

“Temos neste momento manifestações de interesse já fortes, algumas muito adiantadas e outras a iniciar. Estamos a falar sensivelmente entre 50% a 60% de área que está a ser discutida com potenciais inquilinos”, adianta o responsável. 

Em causa está “um projeto de escritórios com três edifícios: o LUMNIA, que será o primeiro, tem 31.000 m2, o AURA, que será o segundo, tem 17.000 m2, e o ECHO, por fim, terá aproximadamente 21.000 m2”. 

Segundo Aniceto Viegas, as obras arrancaram no início de 2019, “com as obras de infraestruturas, e no final do ano com o primeiro edifício, o LUMNIA”. “É um projeto de escritórios que queremos que seja moderno e responda à nova geração de projetos de escritórios. É um espaço pensado para ter eficiência e conforto de trabalho. E mais: é um conjunto de edifícios sustentáveis que têm preocupações ambientais”, conta, salientando o facto de existir um espaço exterior “com 15.000 m2 de jardins” onde quem quiser também pode trabalhar.

O segmento de escritórios, a par do aumento da oferta de casas para a classe média portuguesa, é de resto uma das apostas da Avenue a curto-médio prazo. "O grande foco muito provavelmente será escritórios em Lisboa e Porto, habitação do segmento médio e, obviamente, continuarmos a investir na habitação do segmento alto na grande Lisboa", conclui o responsável.