Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

EXEO Office Campus a todo o gás: primeiro edifício de escritórios pronto em 2021

O Lumnia é o primeiro edifício do complexo de escritórios que está a nascer no Parque das Nações, em Lisboa, pela mão da promotora Avenue.

Avenue
Avenue
Autor: Redação

Os trabalhos de construção do Lumnia, o primeiro edifício em obra do total de três que compõem o complexo de escritórios EXEO Office Campus, que está a ser promovido pela Avenue no Parque das Nações, em Lisboa, continuam a todo o gás. A obra, gerida pela Engexpor, que deverá ficar concluída em agosto de 2021, e prevê o desenvolvimento de 29.321 metros quadrados (m2) de área bruta locável de escritórios e 831 m2 de comércio distribuídos em 8 pisos, no topo dos quais serão criados sete rooftop.

E apesar do complexo ainda estar a ser construído, a promotora garante já ter muitas empresas interessadas em arrendar um espaço. Aniceto Viegas, diretor-geral da Avenue, referia, de resto, em entrevista ao idealista/news, em fevereiro, “várias manifestações de interesse já fortes, algumas muito adiantadas e outras a iniciar”.

“O EXEO Office Campus será certamente uma referência no setor de escritórios em Lisboa, não só pelo seu caráter moderno e inovador, mas também pela sua dimensão e qualidade. Temos acompanhado o empreendimento desde a fase de elaboração dos projetos e, de facto, reúne todas as características e condições para marcar a diferença numa nova geração de escritórios”, refere Miguel Alegria, CEO da Engexpor.

Este hub empresarial terá 70.000 m2 de escritórios com capacidade para acolher uma comunidade de 7.000 trabalhadores, além de 688 lugares de estacionamento, dos quais 176 para bicicletas, e o investimento global deverá rondar os 190 milhões. Os espaços verdes irão ocupar 13.000 m2, integrando ainda um conjunto alargado de infraestruturas, como mercados, restaurantes, cafés, ginásio, bike stations, ciclovias, balneários, praças e jardins para promover um verdadeiro ambiente de campus.

Os três edifícios - Lumnia, projetado pelo gabinete de arquitetura Risco; Aura e Echo da autoria da Broadway Malyan - “apresentam uma fachada moderna, com linhas contemporâneas onde prevalece o vidro com lâminas de ensombramento, proporcionando luminosidade, transparência e vistas desafogadas”, acrescenta ainda a Engexpor.