Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Alojamento local: Fisco deteta 1.800 irregularidades

Autor: Redação

Uma ação de inspeção do Fisco sobre casas registadas no Alojamento Local detetou irregularidades junto de 1.800 contribuintes. Estas pessoas apresentavam divergências nos rendimentos declarados e serão agora alvo de uma monitorização mais apertada por parte da administração fiscal, que vai intensificar-se no momento da entrega da declaração anual do IRS.  

Este “cerco” ao arrendamento de curta duração incidiu sobre 12.000 contribuintes, sendo que a maior parte (10.200) “não apresentava divergências nem incoerências”, revelou fonte oficial do Ministério das Finanças ao Jornal de Notícias/Dinheiro Vivo.

Os 1.800 contribuintes “apanhados” pelo Fisco tiveram a oportunidade de regularizar a sua situação de forma voluntária, mas isso não impedirá que, “após o término do prazo da entrega das declarações de rendimento de 2015”, sejam “sujeitos a uma monitorização” e a “ações de controlo” caso o incumprimento e divergências se mantenham, referiu a mesma fonte.

Segundo a publicação, a esta verificação do que se passa nos arrendamentos locais (novo regime criado para quem arrenda casas a turistas para férias ou fins de semana) vai seguir-se uma ação de controlo sobre os chamados arrendamentos urbanos, ou seja, sobre os contribuintes que declaram rendimentos da categoria F (rendas). O Fisco tem vindo a proceder a várias verificações, mas reforçará a sua atenção após a conclusão da entrega das declarações do IRS.  

Com o objetivo de detetar eventuais irregularidades, o Fisco está a apostar forte no cruzamento de dados dos senhorios com as empresas fornecedoras de gás, eletricidade e telecomunicações.