Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Estão a nascer 23 casas de luxo na antiga sede do jornal O Comércio do Porto

Jornal de Negócios
Jornal de Negócios
Autor: Redação

Até ao final do ano vai ser possível viver no edifício onde em tempos funcionou o jornal o Comércio do Porto. As obras no nº 107 da Avenida dos Aliados, na cidade Invicta, arrancaram em janeiro e devem ficar concluídas até dezembro. Em causa está um prédio com 23 habitações de luxo – 70% dos apartamentos já foram vendidos – e com estacionamento em dois pisos subterrâneos.

Segundo o Jornal de Notícias, o primeiro imóvel a ser comprado foi mesmo o mais caro de toda a Baixa portuense: um T4 com 243 m2, situado no sexto andar e com vistas desafogadas sobre a cidade e detalhes de luxo que foi vendido por 1,4 milhões de euros.

“Cerca de 90% dos compradores são portugueses, habitantes no Porto, que viram neste edifício a oportunidade de voltarem a viver no centro da cidade”, disse Aniceto Viegas, diretor da Avenue, a promotora imobiliária que comprou o edifício por 11 milhões de euros.

Entre os imóveis que “ainda estão no mercado” está, por exemplo, um T1 avaliado em 215.000 euros. "Há muitos brasileiros, franceses e ingleses a olhar para o Porto com interesse, muito em linha do que está acontecer no mercado”, adiantou o responsável, citado pela publicação.

De referir que o projeto tem a assinatura do arquiteto Arnaldo Brito, autor de várias obras na Foz do Douro, e que a fachada do edifício será preservada. Além da preservação das paredes exteriores de “alvenaria de granito”, de onde sobressaem oito grandiosas figuras femininas (que passarão a estar iluminadas), foi também conservada a cobertura existente em chapa de cobre, como um farol, onde passará a existir um jacuzzi ao ar livre. Um luxo, no entanto, que só estará disponível para o comprador do T9.