Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mais de metade do crédito concedido pelos bancos às famílias é para a casa

rawpixel/Unsplash
rawpixel/Unsplash
Autor: Redação

O crédito à habitação continua a ser o principal motor das operações de crédito em Portugal, representando mais de metade do total que foi emprestado às famílias. E nem a “silly season” fez reduzir o valor do montante emprestado pelos bancos. Em agosto, as instituições financeiras emprestaram 709 milhões de euros para a compra de casa, mais do que os 683 milhões de euros concedidos no mês anterior, de acordo com os dados do Banco de Portugal.

No acumulado dos primeiros oito meses do ano, segundo escreve o Jornal de Negócios, foram emprestados 5.213 milhões de euros para a compra de casa, mais 42,4% do que no mesmo período do ano passado. Ainda assim, e apesar deste crescimento das novas operações, o financiamento para a compra de casa está em queda, a refletir o grande peso das amortizações que têm sido permitidas pelas taxas de juro negativas.

Mais empréstimos às famílias, menos às empresas

As famílias portuguesas estão a ter “sucesso” junto da banca, sobretudo para financiar a aquisição de casa.  Ainda assim as notícias não são otimistas para as empresas, a quem as instituições financeiras estão a emprestar cada vez menos dinheiro. As novas operações ascenderam a 2.045 milhões de euros, menos do que os 2.553 milhões de euros emprestados no mês anterior. Trata-se do valor mais baixo desde abril, altura em que foram apenas concedidos 1.912 milhões de euros.

No acumulado do ano, os bancos emprestaram 18.523 milhões de euros às empresas, menos 7% que no mesmo período do ano passado.