Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Registos de AL na capital caem para metade com as novas regras

Autor: Redação

Entre dezembro de 2018 e fevereiro de 2019 foram registados 522 Alojamentos Locais (AL) em Lisboa, bem menos que há um ano no mesmo período de tempo (1.105 registos). Quer isto dizer que em Lisboa os novos registos cairam para metade.

Em causa estão dados do Registo Nacional de Turismo (RNT), que permitem concluir que houve muito menos registos com a entrada em vigor das novas regras do AL, em outubro de 2018. 

Segundo o Dinheiro Vivo, que se apoia nos dados do RNT, antes da entrada em vigor da nova lei, entre 1 de setembro e 22 de outubro de 2018, foram registados em Lisboa 2.500 AL. Um ano antes, nos mesmos dias, tinham sido feitos 524 registos. 

Para Eduardo Miranda, presidente da Associação do Alojamento Local em Portugal (ALEP), a desaceleração do ritmo de registos é normal e saudável para o mercado, que está a entrar numa fase de “amadurecimento”. “Em Lisboa o ‘boom’ de registos foi uma reação quase emocional, mas depois na prática não significou um crescimento efetivo do AL, pois muitos não entraram em operação. Houve uma movimentação atípica por causa das zonas de contenção”, disse o responsável, citado pela publicação.