Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

As freguesias de Lisboa e Porto com as rendas mais altas

Georgios Kaleadis/Unsplash
Georgios Kaleadis/Unsplash
Autor: Redação

O valor mediano das rendas em Portugal subiu 9,3% num ano, em 2018 face a 2017, e foram celebrados menos 7,9% de contratos de arrendamento. Conclui-se, portanto, que é cada vez mais caro arrendar casa no país. É em Lisboa que se encontram os valores mais elevados, havendo três freguesias a apresentar valores superiores a 13 euros por metro quadrado (m2): Santo António, Misericórdia e Parque das Nações. Números bem superiores ao valor mediano registado a nível nacional (4,80 euros por m2).

Os dados divulgados esta quarta-feira (27 de março de 2019) pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE) são reveladores: há 33 municípios, localizados maioritariamente na Área Metropolitana de Lisboa (AML) e no Algarve, que apresentaram um valor mediano das rendas superior ao referencial nacional.

Para se ter uma ideia, arrendar uma casa de 100 m2 na capital, na freguesia de Santo António, pode custar qualquer coisa como 1.410 euros. Já na Invicta, é na União das freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde que "mais custa" arrendar casa, cerca de 886 euros por um imóvel de 100 m2.

As freguesias mais caras de Lisboa (Top 10):

Freguesias  Valor por m2
Santo António 14.10
Misericórdia 13.38
Parque das Nações 13.12
Estrela 12.81
Avenidas Novas 12.54
Campolide 12.43
Carnide 12.31
Campo de Ourique 12.18
São Vicente 12.07
Santa Maria Maior 11.93

As freguesias mais caras do Porto:

Freguesias  Valor por m2
Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde 8.86
Lordelo do Ouro e Massarelos 8.49

Cedofeita, St. Ildefonso, Sé, Miragaia, S. Nicolau e Vitória

8.43
Bonfim 8.11
Ramalde 7.6
Paranhos 7.42