Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

“Há uma enorme falta de oferta de habitação para a classe média” na capital

Autor: Redação

Os preços das casas subiram em flecha em Portugal nos últimos anos, nomeadamente em Lisboa. E apesar de haver sinais de abrandamento, comprar casa na capital parece estar apenas ao alcance de alguns. É preciso, por isso, aumentar a oferta de imóveis a preços acessíveis. É isso a que se propõe a Própria | Co-investimento Imobiliário, através do co-investimento imobiliário.

“Parece claro que há uma enorme falta de oferta de habitação para a classe média em Lisboa a preços que a classe média portuguesa possa pagar”, disse Rui Coelho, administrador a Própria | Co-investimento Imobiliário, citado pelo Jornal Económico (edição em papel). 

Segundo o responsável, “Lisboa é uma cidade muito pequena, sendo apenas a sétima cidade da Península Ibérica em dimensão e população”. “Há cada vez mais gente a querer viver em Lisboa. Ou seja, o mercado de habitação está a crescer maioritariamente e por falta de opções na Área Metropolitana de Lisboa”, acrescentou.

Rui Coelho considera que a “habitação para a classe média tem de ser construção nova e em escala e tem de ser mais económica”.

Sobre o tema obra nova, de resto, referiu que ainda “há muito a fazer”. “Uma das ações mais importantes seria baixar o IVA. Já não faz sentido ter IVA a 6% para a reabilitação (casas para os ricos) e IVA a 23% para a construção nova (casas para a classe média). Em Espanha o IVA para a construção de habitação é dedutível e em Portugal não é. Ou seja, a habitação é considerada um bem de luxo quando na realidade é um bem de primeira necessidade”, lamentou.