Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Compra de casas em Portugal

Últimas notícias sobre "Compra de casas em Portugal" publicadas em idealista.pt/news

Moradias com forte procura na pandemia: representam 37% das casas compradas

A procura de imóveis localizados fora dos centros das cidades aumentou com o aparecimento da pandemia da Covid-19, e são muitas as pessoas que estão a optar agora por comprar moradias em vez de apartamentos. Num ano, entre abril de 2020 e abril de 2021, as moradias representam 37% do total de aquisições feitas em Portugal continental e ilhas, ou seja, num total de 302.171 transações, 111.301 são relativas a moradias adquiridas com recurso a financiamento bancário. Significa isto que quase quatro em cada 10 casas compradas na pandemia foram moradias. 

Notícia sobre:

Mediação imobiliária finta a pandemia: ERA com vendas de 332 milhões até março

O setor imobiliário tem dado sinais de estar resiliente à pandemia da Covid-19. Os dados mais recentes divulgados pela ERA mostram isso mesmo: a mediadora vendeu mais de 2.500 imóveis no primeiro trimestre de 2021, o que representa um valor de cerca de 332 milhões de euros. “O mês de março representa 45% da faturação total dos primeiros três meses do ano, sendo já o melhor mês de faturação desde dezembro de 2019”, refere a imobiliária, em comunicado.

Notícia sobre:
Conteúdo patrocinado Urban32

Urban32, o local ideal para viver em Espinho

O Urban32 assume-se como o local ideal para viver. Inserido numa zona residencial de Espinho, este condomínio habitacional exulta conforto, bem-estar, eficiência e modernidade, dispondo de excelentes acessibilidades, até porque está próximo de todos os principais serviços, áreas de lazer, praias e locais emblemáticos da cidade.

Notícia sobre:

Anadia: 17 lotes de moradias unifamiliares com projeto aprovado vão a hasta pública

O município de Anadia vai alienar, em hasta pública, 17 lotes com projeto aprovado, destinados à construção de habitação unifamiliar, localizados na Quinta do Rangel, na localidade de Ancas. As áreas dos lotes variam entre os 257 e os 399 metros quadrados (m2) e os valores base de licitação variam entre 8.000 e 12.000 euros, sendo que os lances não podem ser inferiores a 250 euros.

Notícia sobre:

Imobiliário em tempos de pandemia aos olhos das mediadoras – venda de moradias dispara

Quais são as casas mais procuradas em Portugal em tempos de pandemia da Covid-19? Segundo um inquérito realizado pela Associação dos Mediadores do Imobiliário de Portugal (ASMIP) em janeiro de 2021 – junto de 850 empresas suas associadas ativas –, as moradias estão a ganhar adeptos no país. A maioria dos imóveis residenciais vendidos em 2020 foram apartamentos de tipologia T2 (48%), seguindo-se precisamente as moradias (42%). Apartamentos T3 e terrenos ocupam, por esta ordem, o terceiro e quarto lugares.

Notícia sobre:

Vanguard Properties: “Apesar da pandemia os resultados continuam a ser muito positivos”

“No segmento onde a Vanguard Properties está inserida, tivemos um ano de 2020 bastante positivo”, começa por dizer ao idealista/news José Cardoso Botelho, Managing Director da Vanguard Properties (VP). Segundo o responsável, apesar do contexto de pandemia da Covid-19, os resultados da promotora imobiliária “foram muito animadores”. “E o início de janeiro continua a ser muito positivo”, acrescenta, salientando que há muitos portugueses a investir no setor imobiliário e a comprar casa.

Notícia sobre:

Imobiliária Century 21 fatura mais de 19 milhões (já) em tempos de pandemia

A faturação da mediadora imobiliária Century 21 (C21) superou os 19 milhões de euros no primeiro semestre de 2020, menos que os 20,5 milhões registados no período homólogo. Uma queda que é justificada com o impacto da pandemia da Covid-19, tendo também recuado o volume de negócios em que a rede esteve envolvida – considerando também a partilha de transações com outros operadores: passou de 869,7 milhões em 2019 para 800 milhões nos primeiros seis meses do ano. Trata-se de um decréscimo de 7% em ambos os indicadores, revela a C21 em comunicado, adiantando que as tipologias de imóveis mais procuradas pelos portugueses continuam a ser T2 e T3.

Notícia sobre:

Covid-19: compra e venda de casas e arrendamentos caem a pique em abril

O mercado residencial está a sentir o “abalo” da pandemia da Covid-19, tendo-se registado em abril de 2020 menos vendas de casas e menos arrendamentos que no mês anterior e no período homólogo. Em causa estão dados, ainda preliminares e “sujeitos a atualização posterior”, revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta sexta-feira (19 de junho de 2020). 

Notícia sobre:

“A viragem de página desta crise poderá ser mais rápida do que a que se iniciou em 2008”

A pandemia do novo coronavírus está – e vai continuar – a deixar marcas na economia portuguesa e mundial, com consequência direta também no setor imobiliário. Mas os efeitos desta crise não serão tão impactantes como outras, considera Nelson Rêgo, CEO da Prime Yield, parte da Gloval: “De forma geral, acredito que a viragem de página desta crise poderá ser mais rápida do que a que se iniciou em 2008”. 

Notícia sobre:

“Há uma enorme falta de oferta de habitação para a classe média” na capital

Os preços das casas subiram em flecha em Portugal, nomeadamente em Lisboa. E apesar de haver sinais de abrandamento, comprar casa na capital parece estar apenas ao alcance de alguns. É preciso, por isso, aumentar a oferta de imóveis a preços acessíveis.

Notícia sobre: