Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Palácio setecentista no coração de Lisboa convertido em condomínio residencial de nove apartamentos

As tipologias das habitações variam entre o T0 e T2 duplex, com preços a partir de 390.000 euros.

JLL
JLL
Autor: Redação

Numa das zonas mais nobres e antigas de Lisboa, Santos-o-Velho, está a nascer o Esperança 120, um condomínio residencial composto por nove apartamentos exclusivos que vem dar nova vida a um antigo palácio construído em 1721. O projeto de reabilitação vai ali criar casas com áreas entre os 56 e os 129 metros quadrados (m2), disponíveis nas tipologias T0, T1, T1+1 duplex, T2 e T2 duplex. Os preços começam num 390.000 euros.

Situado no cruzamento da rua da Esperança com a travessa das Isabéis, mesmo no coração de Santos-o-Velho, aos pés da Lapa e do rio Tejo, o Esperança 120 nasce a partir de um “edifício que é um testemunho vivo da história de Lisboa”, salienta a consultora JLL, responsável pela comercialização exclusiva do projeto.

Construído no início do século XVIII e resistindo ao grande terramoto de 1755, ao longo de quase 300 anos este edifício foi residência de juízes, militares e nobres, até que no início do século XX, fruto da mudança dos tempos, viria a reconverter-se para dar lugar a casas burguesas, com uma mercearia e um famoso restaurante especializado no piso térreo

O palácio entra agora numa “nova etapa da sua vida, através de um cuidado projeto de reabilitação que combina o melhor da modernidade com esta vincada herança histórica, dando origem a um condomínio com todas as comodidades disponíveis no século XXI e concebido ao detalhe para que, por detrás da sua imponente fachada nobre, o edifício continue a proporcionar as melhores valências de habitação aos seus futuros moradores”, lê-se ainda no comunicado.

Patrícia Barão, Head of Residential da JLL, olha para o Esperança 120 como uma “lufada de ar fresco”, estando localizado numa das zonas mais tradicionais de Lisboa, e a”dois passos do rio e de uma oferta trendy de espaços de restauração, comércio, cultura e lazer”. “Com várias tipologias, os apartamentos têm imensa luz e áreas amplas. Esta é a morada ideal para os apaixonados por Lisboa, sejam famílias numerosas ou individuais”, comenta a responsável.