Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Preço das casas e do arrendamento em Portugal dispara 40% e 20% numa década

Aumento é muito superior ao verificado na média dos países da UE e da Zona Euro, segundo dados divulgados pelo Eurostat.

Frank Nürnberger por Pixabay
Frank Nürnberger por Pixabay
Autor: Redação

O preço das casas e do arrendamento em Portugal disparou nos últimos dez anos, tendo aumentado mais de 40% e de 20%, respetivamente, entre 2010 e o terceiro trimestre de 2020, um período já marcado pelo aparecimento da pandemia da Covid-19. Trata-se de um crescimento superior ao verificado na média dos países da União Europeia (UE) e da Zona Euro, que registaram subidas superiores a 20% e 10% no preço e nas rendas das casas, respetivamente. Em causa estão dados divulgados pelo Eurostat esta quinta-feira (14 de janeiro de 2021).

Eurostat
Eurostat

Segundo o gabinete de estatísticas europeu, no período e causa, o preço das casas aumentou mais que o do arrendamento em 16 Estados-membros da UE. E mais: cresceu em 23 Estados-membros e caiu apenas em quatro, tendo as maiores subidas ocorrido na Estónia (105,1%), Hungria (92,2%), Luxemburgo (90,5%), Letónia (83,6%) e Áustria (81,3%). Já as maiores quedas da década ocorreram na Grécia (-31%), Itália (-15,5%), Chipre (-7,7%) e Espanha (-4,5%).

No caso do mercado de arrendamento, os valores pedidos pelos senhorios aumentou – entre 2010 e o terceiro trimestre de 2020 – em 25 Estados-membros da UE e diminuiu em dois. De referir que os maiores crescimentos aconteceram na Estónia (136,6%), Lituânia (106,9%) e Irlanda (62,2%) e que as principais quedas tiveram lugar na Grécia (-25,2%) e Chipre (-4,5%).

Eurostat
Eurostat

Preços das casas crescem 7,1% em Portugal num ano

Em termos homólogos, ou seja, no terceiro trimestre de 2020 face ao mesmo período de 2019, os preços das casas aumentaram 4,9% na Zona Euro e 5,2% na UE, com Portugal a registar uma subida acima da média (7,1%).

Os dados divulgados pelo Eurostat confirmam ainda que na variação em cadeia – no terceiro trimestre de 2020 face ao anterior – os preços das casas cresceram 1,3% na Zona Euro e 1,4% na UE. Portugal apresentou, neste caso, um aumento abaixo da média (0,5%).