Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Preço das casas

Carolina Pimenta on Unsplash

Preço das casas sobe em flecha: Portugal com o quarto maior aumento da UE

Em 2019, os preços das casas em Portugal subiram 13,3% face ao ano anterior, para 2.028 euros por metro quadrado (m2), segundo o índice de preços do idealista. Dados recentes revelados pelo Eurostat, relativos ao terceiro trimestre do ano passado, confirmam este cenário, já que Portugal teve o quarto maior aumento da União Europeia (UE) em termos homólogos, sendo apenas superado por Letónia, Eslováquia e Luxemburgo.

Notícia sobre:

Raio-x ao setor residencial nos últimos 12 anos: casas estão 40% mais caras e rendas disparam 30%

Portugal e os restantes países da União Europeia não têm andado “de mãos dadas” em termos imobiliários. Pelo menos nos últimos 12 anos. Passamos a explicar: entre 2007 e o terceiro trimestre de 2019, os preços das casas aumentaram cerca de 40% em Portugal e as rendas dispararam quase 30% enquanto na UE sucedeu o contrário, ou seja, a subida é maior no caso do arrendamento – 21% contra 19,1% no preço da habitação.

Notícia sobre:

Habitação continuará “quente” em 2020

Os preços das casas têm vindo a subir nos últimos tempos, mas em 2019, apesar de continuarem a aumentar em termos homólogos, já deram sinais de estarem a desacelerar, ou seja, continuam a subir, mas menos. E em 2020, o que irá acontecer? Vão continuar a crescer. Esta é a conclusão do Barómetro Out of the Box, que este ano contou com 181 respostas.

Notícia sobre:

Acesso à habitação e baixos salários de pessoas qualificadas “são o problema mais sério” do país

O acesso à habitação e os baixos salários de pessoas qualificadas são “o problema mais sério” do país, disse o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, durante a gravação do programa “BBC World Questions”, que decorreu no Centro Cultural de Belém – irá para o ar às 19h de sábado (18 de janeiro de 2020) no serviço mundial da BBC, em inglês. 

Notícia sobre:
Gtres

Preço das casas em Portugal sobe 13,3% em 2019 – supera pela primeira vez os 2.000 euros por m2

É caso para dizer que contra números não há argumentos: comprar casa é cada vez mais caro em Portugal. Em 2019, os preços subiram 13,3% face ao ano anterior, para 2.028 euros por metros quadrado (m2), segundo o índice de preços do idealista. É a primeira vez que é ultrapassada a barreira dos 2.000 euros por m2.

Notícia sobre:

Preço das casas sobe 4,5% em 2020 e 3% em 2021, prevê Bankinter

Comprar casa continua a ser (muito) caro mas preços estão a desacelerar. Será mesmo assim? Este foi o título do resumo anual de 2019 sobre o tema “preço das casas”. A fechar o ano, soube-se que os preços das casas subiram 10,3% no terceiro trimestre em termos homólogos, um cenário que se deve manter em 2020. Segundo o Bankinter, os preços devem aumentar 4,5% este ano e 3% no próximo.

Notícia sobre:
Photo by Ehud Neuhaus on Unsplash

Comprar casa continua a ser (muito) caro mas preços estão a desacelerar. Será mesmo assim?

Quando a história se repete: venderam-se mais casas (e preços dispararam) em 2018. Este foi o título do resumo anual de 2018 sobre o tema “preço das casas”. O que mudou passado um ano, em 2019? De forma resumida, comprar casa continua a ser (muito) caro, apesar dos preços estarem a desacelerar nos últimos tempos, ou seja, estão a subir, mas menos.

Notícia sobre:
Mega empreendimento Prata Riverside Village está a nascer em Marvila, na zona ribeirinha de Lisboa / VIC Properties

2019, o ano da construção nova

As promotoras imobiliárias estão cada vez mais a apostar na construção nova. Um cenário que já se verificava no ano passado, conforme escrevemos, e que ganhou ainda mais força este ano. Esta é, de resto, uma das soluções apontadas por vários intervenientes do setor para colmatar o “problema habitacional” do país, aumentando a oferta e contribuindo para ajustar os preços das casas, que dispararam nos últimos anos, apesar de agora haver sinais de algum abrandamento. Uma coisa é certa, faltam casas no país, nomeadamente na capital. 

Notícia sobre:

Mediadores imobiliários apontam para estabilização do mercado em 2020

No terceiro trimestre do ano venderam-se 45.830 casas – mais que nos dois trimestres anteriores, mas menos 0,2% que no período homólogo (45.935 transações). Os números, diz o presidente da APEMIP, Luís Lima, vão ao encontro dos sinais que o mercado tem dado aos agentes do setor, e apontam para uma estabilização em 2020.

Notícia sobre:

Vendem-se menos casas mas mais caras: preços sobem 10,3% num ano

Os preços das casas subiram 10,3% num ano, no terceiro trimestre de 2019 face ao mesmo período do ano anterior. Trata-se de um aumento homólogo superior ao registado no segundo e primeiro trimestres: 10,1% e 9,2%, respetivamente. Consequência ou não da subida de preços, foram vendidas “apenas” 45.830 casas entre julho e setembro, menos 0,2% que no período homólogo.

Notícia sobre: