Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Preço das casas

Preço das casas sobe 0,5% em Portugal no segundo trimestre de 2020 – em plena pandemia da Covid-19

Os preços das casas em Portugal subiram 0,5% no segundo trimestre de 2020 face ao trimestre anterior, fixando-se em 2.070 euros por metro quadrado (m2). Em termos anuais, ou seja, face aos primeiros três meses do ano passado, o aumento foi de 7,1%. Nas duas principais cidades do país, em pleno surto da Covid-19, os preços registaram quebras, nomeadamente de 1,2% em Lisboa e 0,6% no Porto, mas Coimbra destacou-se em sentido contrário: foi a cidade onde os valores mais subiram durante a pandemia (3,9%). Em causa estão os dados do índice de preços do idealista.

Notícia sobre:

Covid-19: “Acredito que o setor imobiliário será um dos primeiros a recuperar”

Os preços das casas à venda subiram 10,3% em Portugal no primeiro trimestre de 2020 face ao mesmo período do ano passado, tendo sido vendidos 43.532 imóveis, menos 11,6% que no trimestre anterior e menos 0,7% face ao período homólogo. Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), mantém-se, no entanto, otimista quanto à recuperação do setor, que não está imune, como todos os outros, “às consequências” da crise da pandemia da Covid-19.

Notícia sobre:

Preços das casas subiram mais de 10% até março, o mês marcado pela chegada da pandemia

Os preços das casas à venda subiram 10,3% em Portugal no primeiro trimestre de 2020 face ao mesmo período do ano passado. Uma boa notícia, portanto, para as imobiliárias, sendo que os números já contemplam o mês de março, marcado pela chegada da pandemia da Covid-19 a Portugal. E mais: nos primeiros três meses do ano, foram vendidos 43.532 imóveis, (apenas) -0,7% que nos mesmos três meses de 2019. Em causa estão dados divulgados esta terça-feira (23 de junho de 2020) pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Notícia sobre:

Preços das casas em Portugal devem cair 2,5% em 2020, mas S&P prevê recuperação rápida

Os preços das casas deverão cair em quase todos os principais mercados europeus este ano devido aos efeitos económicos da pandemia da Covid-19, segundo as conclusões dos economistas da Standard & Poor’s (S&P) Global Ratings. A agência de notação financeira prevê uma queda de 2,5% no preço da habitação em Portugal, mas aponta para uma recuperação rápida e crescimento fortes até 2022.

Notícia sobre:

Preços das casas fecharam o ano a subir 8,5% em Portugal – crescimento abrandou em Lisboa

No quarto trimestre de 2019, o preço mediano das casas vendidas em Portugal fixou-se em 1.081 euros por metro quadrado (€/m2), um valor que representa uma subida trimestral de 2,6% e homóloga de 8,5% (996 €/m2 no último trimestre de 2018). De referir que 45 municípios, localizados sobretudo no Algarve (1.655 €/m2) e na Área Metropolitana de Lisboa (1.460 €/m2), as duas sub-regiões com preços mais elevados do país, apresentaram um preço mediano superior ao valor nacional. Em Lisboa, o crescimento homólogo (7,9%) abrandou, tendo sido inferior ao verificado a nível nacional.

Notícia sobre:
Gtres

Preço das casas em Portugal (ainda) aumentou no último trimestre de 2019 – o dobro da Zona Euro...

Os preços das casas em Portugal ainda continuam a subir. Ainda porque esse é um cenário que poderá mudar de figura em breve, quando entidades como o Instituto Nacional de Estatística (INE) e o Eurostat – e mesmo o idealista – analisarem dados relativos ao segundo trimestre de 2020, que está a ser assombrado pela pandemia do novo coronavírus. Os números mais recentes do gabinete de estatísticas da UE apontam para uma subida dos preços de 8,9% no quarto trimestre de 2019 face ao período homólogo. 

Notícia sobre:
Gtres

Preço das casas sobe 1,6% em Portugal no primeiro trimestre de 2020 – antes dos efeitos da pandemia

Os preços das casas em Portugal subiram 1,6% no primeiro trimestre de 2020 face ao trimestre anterior, fixando-se em 2.060 euros por metro quadrado (m2). Em termos anuais, ou seja, face aos primeiros três meses do ano passado, o aumento foi de 11,4%. Em causa estão dados do índice de preços do idealista. 

Notícia sobre:

Proprietário ou inquilino, eis a questão? (Parte V)

É uma dúvida que deixa muitos portugueses inquietos, sobretudo tendo em conta o atual momento do setor imobiliário, em que comprar ou arrendar casa está a preço de ouro. Mas afinal o que será melhor e/ou mais económico, viver numa casa na condição de proprietário ou de inquilino? Tentaremos ajudar-te a decidir com a ajuda da Deco – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

Notícia sobre: