Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Casas pré-fabricadas My Design House: feitas em Portugal desde 70.000 euros

Uma solução económica, versátil, ecológica e a preços acessíveis para (quase) todas as carteiras. E de uma empresa nacional.

Casas pré-fabricadas My Design House
Créditos: My Design House (MDH)
Autor: Redação

Uma alternativa à construção de alvenaria, as casas pré-fabricadas e modulares oferecem várias opções de construção que podem ser adaptados às diferentes necessidades de cada um. A My Design House (MDH) é uma empresa portuguesa que constrói casas pré-fabricadas em estrutura de aço galvanizado e são totalmente personalizáveis.

Todas as casas são planeadas e desenhadas segundo o gosto dos clientes e o slogan “cada casa é um caso” faz sentido se te dissermos que não há duas casas iguais – a menos que o cliente queira. O idealista/news entrevistou a MDH para saber mais sobre as várias etapas que é preciso atravessar para construir uma casa pré-fabricada, desde a aquisição do terreno ao licenciamento, passando pelos estilos, modelos e preços, claro.

Projetos realizados (estilo moderno) / Créditos: My Design House (MDH)
Projetos realizados (estilo moderno) / Créditos: My Design House (MDH)

Casas pré-fabricadas: por onde começar

Até à fase de construção são várias as etapas que o cliente tem de atravessar:

  • Aquisição de terreno: a MDH tem várias parcerias com agências imobiliárias que podem ajudar no processo;
  • Reunião: como a empresa explica, “depois de ter o terreno, é feita uma reunião com um dos nossos arquitetos para se perceber quais as necessidades do cliente e o que ele pretende para a sua casa.”
  • Casa de sonho: O passo seguinte é com os arquitetos que desenham a casa, ajustando-a até ao ponto em que se reflete “a casa dos sonhos do cliente”.
  • Licenciamento: a fase final, ainda antes da construção é referente ao licenciamento: “Posteriormente elaboram-se os projetos de arquitetura e especialidades e colocam-se os projetos à Câmara. Assim que a licença de construção sair, inicia-se a obra.”
Projetos realizados (estilo rústico) / Créditos: My Design House (MDH)
Projetos realizados (estilo rústico) / Créditos: My Design House (MDH)

Vantagens das casas pré-fabricadas

  • Uma casa pré-fabricada com um aspeto exterior de alvenaria

“Temos no exterior o sistema CAPOTTO que permite à casa ter um aspeto de casa de alvenaria, placa OSB, caixa de ar com lã de rocha, OSB e pladur. Temos paredes com cerca de 30cm de espessura que conferem uma ótima performance térmica e acústica à casa", esclarece a MDH.

  • Tempo de construção de uma casa pré-fabricada

O tempo de construção varia consoante o local onde a casa é construída: “Se a construção for feita em fábrica, uma casa com cerca de 120/150m2 poderá demorar até 4 meses a ser feita. Caso a casa tenha de ser construída no local (em obra), o tempo de construção aumenta e estamos dependentes de condições meteorológicas, no entanto, poderá chegar aos 6/8 meses, dependendo da distância e época do ano em que se inicia a construção.”

  • Controlo e qualidade dos materiais

Construídas a pensar também na ecologia, estes modelos pré-fabricados têm classificação A no certificado energético.

Imagem realista estilo MOdest / Créditos: My Design House (MDH)
Imagem realista estilo MOdest / Créditos: My Design House (MDH)
  • Valor mais reduzido

É o resultado da soma de todas as vantagens: menos lixo e desperdício devido ao tempo de construção mais curto, resultam na redução do preço final. 

  • Tamanho variável

Por último, mas não menos importante é a possibilidade das casas pré-fabricadas portuguesas MDH poderem ser aumentadas a qualquer momento. “O cliente tem a possibilidade de ir aumentando a casa à medida que seja necessário. Hoje é um T1, amanhã um T2, acrescentando mais um módulo à casa", explica a empresa.

Imagem realista estilo MOdest / Créditos: My Design House (MDH)
Imagem realista estilo MOdest / Créditos: My Design House (MDH)

Estilos de casas pré-fabricadas MDH

As casas pré-fabricadas podem ter um aspeto mais rústico ou moderno adaptando-se assim a (quase) todos os gostos. No entanto, as diferenças para além de visuais, também se refletem no valor.

“O estilo rústico devido aos seus telhados expostos de duas, ou quatro, ou mais águas, acabam por sair mais caros, uma vez que é necessária mais estrutura e mais material para os executar. Se o preço não for problema, é tudo uma questão de gosto pessoal", refere a MDH.

Modelos de casas pré-fabricadas MDH

Os modelos apresentados no site da MDH são meramente inspiracionais, onde o cliente pode consultar preços e tamanhos. Há ainda a opção de marcar uma reunião com os arquitetos e fazer uma casa de raiz (com um custo associado) que “depois é descontado no processo camarário, quando se avançar para a parte dos projetos de arquitetura e especialidades.”

Também é possível apresentar um projeto exterior: “Caso um cliente já tenha um projeto aprovado, ou em aprovação, nós podemos fazer a construção, sem qualquer limitação.”

A cereja no topo do bolo é que, para além de totalmente personalizáveis, “também é possível fazer todos os “upgrades” tal como numa casa de alvenaria. "Podemos colocar chão radiante, aspiração central, painéis solares, painéis fotovoltaicos, ar-condicionado.”

Imagem realista estilo MOdern / Créditos: My Design House (MDH)
Imagem realista estilo MOdern / Créditos: My Design House (MDH)

Preços das casas pré-fabricadas MDH

Os preços variam consoante o modelo, tipologia e projeto. No entanto, deixamos-te um exemplo para o modelo mais procurado da My Desing House, o modelo T3.

  • Casas pré-fabricadas T3

Construído em fábrica ronda os 70.000 euros, mas há que ter em conta a preparação do terreno e as ligações à rede pública que podem variar entre os 2.000 euros para terrenos mais planos e 30.000 euros para terrenos com muita inclinação e que necessitem de muita intervenção.

  • Módulos Extra

Se já tiveres uma casa pré-fabricada e quiseres aumentar a tipologia, ficas a saber que o preço pode rondar entre os 5.000 euros e os 10.000 euros e também está sujeito a aprovação, tendo de passar por todo o processo camarário.