Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Negociar o preço de uma casa à venda - como e quando pedir um desconto

Definir um orçamento, conhecer o mercado, saber se a casa precisa de obras e desde quando está à venda são pontos-chave.

Foto de Anthony Shkraba en Pexels
Foto de Anthony Shkraba en Pexels
Autor: Redação

Todo o vendedor deseja obter o preço máximo quando está a vender uma casa e todo comprador quer comprar uma casa pelo valor mais barato possível. Esta é uma das situações mais comuns que ocorrem nos processos de compra e venda de casas. A chave está na negociação entre as duas partes até se chegar a um preço de equilíbrio que permita o sucesso da operação. E se o interessado em comprar quiser tentar uma redução face ao preço de venda fixado pelo proprietário? Como e quando o deve fazer? Respondemos com a ajuda de profissionais internacionais do setor da mediação imobiliária.

Para responder a estas e outras perguntas sobre o processo de negociação de compra e venda de uma casa, a rede imobiliária Donpiso resumiu alguns conselhos práticos num estudo, até porque há fatores que dão ou tiram valor na avaliação de uma casa.

  1. A primeira recomendação que a empresa catalã dá aos potenciais compradores é definir um orçamento para delimitar a procura de casa. Para isso, a Donpiso afirma que “um requisito fundamental é dirigir-se a uma instituição financeira para garantir uma eventual concessão de um crédito à habitação”. Por outras palavras: uma vez que o banco nos diga qual é o valor máximo que está disposto a emprestar para a compra de casa, o potencial comprador pode calcular seu orçamento e começar a procurar casas.
    Foto de Monstera en Pexels
    Foto de Monstera en Pexels
  2. Outra dica da rede imobiliária, para antes de começar a negociar, é saber como está o mercado. Por exemplo, o preço de imóveis na zona e, sobretudo, com características semelhantes (número de quartos, espaço exterior, zonas comuns do edifício ...), para ter uma ideia se o preço é elevado ou se está em linha com a oferta imobiliária.
  3. Também é aconselhável saber se a casa precisa de reformas ou se, pelo contráio, está em bom estado, pronta a entrar a viver. Uma casa reformada aumenta o seu valor de mercado. Também é importante saber se possui certificado energético.
  4. Outra questão chave que se deve ter em mente é o tempo que a casa está à venda. Em Portugal, a formalização de uma transação demora em média seis meses, embora tudo dependa da localização e das características do imóvel. Em segundo lugar, Emiliano Bermúdez, subdiretor-geral da Donpiso, explica que “se o preço for considerado alto e, além disso, a casa está à venda há mais de meio ano, pode-se tentar argumentar que o preço não é ajustada ao resto das casas que oferece o mercado ".
  5. Outra de suas recomendações é que as propostas económicas devem fazer sentido. Na verdade, avisa que esse é um dos erros mais comuns que os compradores em potencial cometem. “Há clientes que tentam negociar por negociar, não estão informados corretamente e fazem ofertas que não são viáveis”, esclarece. 
  6. No entanto, o responsável salienta que “o erro mais frequente é quando o potencial comprador não tem a solvência necessária para adquirir a casa que lhe interessa”, e por isso é necessário ir ao banco e fazer um orçamento antes de iniciar a procura de uma nova casa.

Que desconto é possível ter e quando é que se deve negociar?

Foto de Tima Miroshnichenko en Pexels
Foto de Tima Miroshnichenko en Pexels

A rede de mediação imobiliária afirma que atualmente, e em função da pandemia, a margem de redução foi reduzida, sendo que os proprietários, em norma, estão mais relutantes em baixar o preço.

  • "Antes, o desconto conseguido podia variar entre 15-20% face ao valor inicial, mas na situação atual, apesar da incerteza que ocorreu no setor imobiliário devido à Covid-19 pudesse ter levado a um valor mais alto, agora é menor."
  • Quanto ao momento ideal, o fundamental é ficar atento às dicas acima referidas (definir bem o orçamento, saber como está o mercado, saber se a casa está à venda há muito tempo ou se precisa de reforma ...) e não deixar passar o tempo.

A previsão dos especialistas é de que os preços das casas vão subindo progressivamente, pelo que o consenso é claro: estamos num bom momento para comprar uma casa. “Conseguir uma redução no preço da casa no próximo ano pode ser muito mais complicado”, avisa Bermúdez.