Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Antiga Fábrica do Cobre no Porto vai dar lugar a casas, lojas e zonas verdes

A Feudurbano é a promotora responsável pelo empreendimento, que terá seis lotes para habitação, num total de 229 fogos, e quatro para comércio e serviços.

Companhia Portuguesa do Cobre
Companhia Portuguesa do Cobre chegou a ter 760 trabalhadores / Google Maps
Autor: Redação

O lugar onde funcionou a antiga Companhia Portuguesa do Cobre, junto à Estrada da Circunvalação, em Campanhã, vai dar lugar a um projeto imobiliário privado. Depois de vários anos ao abandono, a unidade industrial da Invicta está a ser demolida para ver nascer habitação, comércio, novos arruamentos e zonas verdes.

A Feudurbano é a promotora responsável pelo empreendimento, que terá seis lotes para habitação, num total de 229 fogos, e quatro para comércio e serviços, segundo a notícia avançada pelo Diário de Notícias (versão em papel). O terreno da antiga fábrica situa-se entre a linha de comboio (linhas do Minho e Douro) e a Estrada da Circunvalação. A principal fachada da antiga Companhia Portuguesa do Cobre localizava-se já na Rua das Linhas de Torres.

Segundo o jornal, o auge da produção e exportação de matéria foi atingido nas décadas de 50 e 60 do século passado. Depois do 25 de abril, ainda foi construído um refeitório, mas as dificuldades acentuaram-se na década de 80. Anos mais tarde, nos finais dos anos 90, foi decretada a insolvência.

"Trabalhavam aqui famílias inteiras e a fábrica nunca parava, funcionava 24 horas por dia", recorda Maria Júlia Pimentel, que reside junto ao local, em declarações à publicação. A Companhia chegou a ter 760 trabalhadores e tinha instalações sociais e balneários.