Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

rumores

Autor: Redação

taxistas ameaçam avançar com paralisação: a associação nacional dos transportadores rodoviários em automóveis ligeiros (antral), que representa os taxistas, admite avançar com uma paralisação nacional se o governo não responder aos problemas do sector através de alterações à legislação e da subida das tarifas. “se a situação não se alterar, teremos que marcar uma paralisação nacional”, disse o presidente da antral, florêncio de almeida. sublinhe-se que a associação, que conta com 7.500 sócios, reivindica a concretização de alterações legislativas que "já foram negociadas no tempo do governo do ps e que ainda não foram concretizadas” (diário económico)

recessão será três vezes pior que em 1984: o ajustamento da economia portuguesa será, este ano, três vezes mais violento comparativamente ao que aconteceu na anterior intervenção do fundo monetário internacional (fmi), em 1983/84. segundo previsões da comissão europeia, a economia nacional vai sofrer uma contracção de 3,3%, quando em 1984 o recuo foi de 1%. esta quebra real de 3,3% contrasta com os -3% que o governo utilizou para construir o orçamento do estado de 2012 e com os -3,1% que o banco de portugal divulgou há pouco mais de um mês. no que diz respeito ao desemprego, em 1985, atingiu um pico de 9,1%, actualmente bruxelas mantém os 13,8% de dezembro (dinheiro vivo)

bruxelas admite estar a negociar com espanha metas do défice: o comissário europeu para os assuntos económicos e monetários, olli rehn, admitiu estar a negociar com a espanha a revisão das metas de défice do país. o responsável adiantou, em declarações ao jornal espanhol “el mundo”, que tomará uma decisão sobre a possibilidade de os objectivos do défice orçamental serem revistos em baixa, depois de o executivo espanhol concluir as contas de 2011 e fechar as medidas de austeridade. “estamos a trabalhar com as autoridades espanholas. quando tivermos a fotografia do conjunto tomaremos decisões”, disse. no ano passado, a espanha deverá ter registado um défice equivalente a 8% do pib, acima dos 6% previstos (agência financeira)

Artigo visto em
(idealista news)