Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vitória de Trump terá efeitos positivos para mercado imobiliário em Portugal

Autor: Redação

A vitória de Donald Trump como presidente dos EUA terá implicações diretas no mercado imobiliário internacional, com consequências positivas em todo o mundo, nomeadamente em Portugal. Esta é a convicção de vários especialistas em imobiliário ouvidos pela publicação internacional Property Wire, que antecipam um maior investimento em imobiliário por parte dos americanos em mercados alternativos ao dos Estados Unidos.

Adriano Amorese, especialista em construção e propriedade e parceiro no escritório de advocacia internacional Berwin Leighton Paisner, receia que a vitória de Trump venha a "resultar num período prolongado de incerteza e pressão descendente sobre o dólar".

Mas Camilla Dell, sócia-gerente da agência imobiliária Black Brick, acredita que esta turbulência do mercado e o enfraquecimento do dólar poderão ser algo positivo, resultando num aumento do investimento global no principal mercado imobiliário central de Londres. 

"Já estamos a assistir a um voo para ativos para um refúgio seguro, como a propriedade prime em Londres, como acontece sempre em tempos turbulentos. E acreditamos que alguns cidadãos americanos ricos, particularmente os mais ofendidos por Trump, possam vir para o Reino Unido", argumenta a responsável, dando nota de que isso já se começou a verificar antes das eleições.

Simon Tollit, diretor de vendas da Sotheby's International Realty, no centro de Londres, também confirma um aumento por parte de compradores norte-americanos que desejam comprar no mercado central de Londres.

"Os investidores não gostam de comprar em mercados incertos e a vitória de Trump significa uma mudança de partido, consequentemente as mudanças na política são muito mais prováveis. Nova York e Londres são historicamente mercados imobiliários rivais, o que significa que este resultado poderia influenciar os compradores a favorecer uma compra em Londres ", acrescentou. 

Mercado imobiliário australiano é o que mais pode beneficiar 

O mercado imobiliário australiano é o apontado como o que mais poderá beneficiar, pois também é considerado um refúgio seguro para os investidores imobiliários. No entanto, neste mercado há maiores restrições sobre os compradores estrangeiros do que em mercados como o Reino Unido. 

A vitória de Trump levará mais investidores estrangeiros ao mercado imobiliário australiano, de acordo com Nerida Conisbee, economista-chefe do Grupo REA. "Isso torna o investimento na Austrália mais atraente para os grandes investidores e instituições estrangeiras, bem como compradores privados de alto património líquido que procuram comprar imóveis residenciais". 

Portugal é outro dos beneficiados 

Esta especialista indica também que os resultados das eleições nos EUA podem resultar numa mudança nos hábitos de compra dos sul-americanos, dizendo que Portugal poderá beneficiar deste contexto.

"Os investidores sul-americanos, especialmente do Brasil, são agora muito mais propensos a evitar os destinos favoritos habituais, como Miami e Nova Iorque. Com um programa de visto de ouro flexível e imobiliário prime barato, Lisboa já era um forte candidato a Miami e uma presidência Trump só irá consolidar esta tendência ". 

Historicamente, os americanos têm sido os principais compradores estrangeiros no mercado imobiliário canadense, especialmente em lugares como Muskoka, em Ontário e Whistler, mas Nerida Conisbee acredita que um mergulho no dólar vai afectar os preços imobiliários canadenses e que o impacto poderá durar anos.