Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Sobreviventes do incêndio de Londres realojados em complexo de luxo

Berkeley Group
Berkeley Group
Autor: Redação

Será em pleno High Street Kensington, uma das zonas mais prestigiadas de Londres, que serão realojados os afetados pela recente tragédia na capital britânica, que provocou pelo menos 79 mortos ou desaparecidos. As famílias que residiam no imóvel, e sobreviveram, ficaram sem casa, quando a torre de 24 andares e 120 apartamentos, em North Kensington, foi totalmente consumida por um incêndio. Agora vão ser colocadas em 68 apartamentos com um ou dois quartos de alta gama, propriedade pública.

O anúncio da nova morada das vítimas do fogo foi feito pelo ministro para as Comunidades, Sajid Javid. Segundo o gabinete para as Comunidades e Governo local, citado pela Lusa, espera-se que “estas novas propriedades constituam uma das opções para realojar, de forma permanente, os residentes da Torre Grenfell”.

Vítimas numa zona onde casas custam até 10 milhões de euros

O objetivo do Governo britânico é que estas habitações estejam rapidamente disponíveis, em princípio até finais de julho. Os imóveis agora adquiridos pelo Executivo britânico situam-se numa área onde os preços dos apartamentos oscilam entre 1,5 milhões de libras e 8,5 milhões de libras (entre 1,3 e 9,6 milhões de euros). 

O bloco de apartamentos de luxo possui um serviço de porteiro disponível 24 horas por dia e uma sala de cinema privada, segundo indica a página digital oficial do promotor do edifício.

Berkeley Group
Berkeley Group
Berkeley Group
Berkeley Group