Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Preços das casas nos EUA registam o maior aumento desde 2014

Procura de casas com mais espaço, em bairros residenciais, fora dos centros urbanos faz subir custo da habitação no mercado norte-americano em plena pandemia.

Pixabay
Pixabay
Autor: Redação

O preço da habitação aumentou 8,4% nos Estados Unidos (EUA), em outubro, face ao mesmo mês de 2019, segundo mostra o índice Case-Shiller. Este resultado representa a maior subida interanual desde 2014, devido à crescente procura por casas maiores nas áreas residenciais das cidades após os confinamentos causados ​​pelo novo coronavírus.

Para o índice das 10 maiores regiões metropolitanas, os preços das casas subiram 7,5% em outubro, em relação ao incremento de 6,2% no mês anterior, enquanto o índice das vinte maiores regiões metropolitanas registrou um aumento de 7,9% em outubro, após o crescimento homólogo de 6,6% em setembro.

Em termos mensais, o índice geral cresceu 1,4% em outubro, com mais 1,4% no caso das dez maiores cidades e de 1,3% no índice das vinte maiores regiões metropolitanas.

"Embora a história completa do impacto da pandemia sobre os preços das casas ainda não tenha sido escrita, os dados dos últimos meses são consistentes com a visão de que a Covid-19 encorajou os compradores potenciais a mudarem-se de apartamentos urbanos nos centros para casas em bairros residenciais", analisa Craig J. Lazzara, diretor administrativo e chefe global de estratégia de investimento da S&P Dow Jones Indices.