Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Miniso, o “Ikea” japonês chegou a Portugal e quer abrir 20 lojas nas zonas mais dinâmicas do país

Ana Rivera, diretora geral da Miniso para Portugal e Espanha, conta em entrevista ao idealista/news quais os planos de expansão da marca para o território luso.

Ana Rivera, diretora geral da Miniso para Portugal e Espanha
Ana Rivera, diretora geral da Miniso para Portugal e Espanha
Autor: Leonor Santos

A Miniso, uma marca de produtos lifestyle com inspiração japonesa – e que já é um fenómeno em Espanha, onde não para de crescer – chegou a Portugal em plena pandemia, no arranque deste ano, e está decidida a conquistar o mercado luso. Em entrevista ao idealista/news, Ana Rivera, diretora geral da Miniso para Portugal e Espanha, conta que a marca – também conhecida como o “Ikea” japonês –  vai reforçar a sua presença no país, onde espera abrir cerca de 20 lojas em áreas comerciais das “cidades mais dinâmicas”, incluindo áreas “com grande fluxo de turistas”.

Presente em 90 países, a Miniso oferece milhares de produtos de diferentes categorias, colaborando com marcas mundialmente famosas como a Marvel ou Disney. Para já, a Miniso tem loja online e uma loja física em Vila Nova de Gaia, mas o objetivo é “trazer a marca para mais perto de todos os portugueses”. Os planos de expansão abrandaram por causa da pandemia, mas devem agora seguir em força, alavancados pela melhoria geral da situação. Quer distinguir-se pela qualidade e utilidade “a bom preço”, numa lógica de consumo inteligente, e está “imparável” na vizinha Espanha, onde mesmo durante a crise sanitária continuou a crescer e a criar empregos. 

Todos os produtos da marca nipónica nascem da “Miniso Original Design Academy” (MOD), que conta com uma grande equipa de profissionais de países com grande tradição de design como o Japão, Noruega, Finlândia, Dinamarca e Coreia do Sul. A equipa da academia trabalha continuamente para criar produtos funcionais e inovadores para uma vida mais simples. Este "olhar único" no design da Miniso foi reconhecido com prémios internacionais de prestígio, incluindo o "Red Dot Design Award 2020",  o"iF Design Award" e A 'Design Awards.

Mas quais são, afinal, os planos para Portugal? E o que é que diferencia esta marca da concorrrência? Ana Rivera responde a estas e outras questões na entrevista escrita que agora reproduzimos na íntegra.

Miniso em Vila Nova de Gaia
Miniso em Vila Nova de Gaia

A Miniso tem mais de 4.000 lojas espalhadas pelo mundo, incluindo os EUA, Reino Unido, Canadá, Austrália, Espanha, Emirados Árabes Unidos, Índia e México. Como está a correr o negócio?

A Miniso nasceu em 2013 e em apenas sete anos já possui 4.500 lojas em 90 países e um valor de mais de 7.000 milhões de dólares na Bolsa de Valores de Nova Iorque. É uma verdadeira história de sucesso assente num conceito que é recebido com entusiasmo em todos os países em que opera. Produtos de design japonês de qualidade a bom preço, lojas divertidas e uma proposta de consumo inteligente, entre outros elementos, fazem com que mais de um milhão de pessoas em todo o mundo visitem as nossas lojas todos os dias.

Em Espanha é visto como um verdadeiro "Ikea" japonês e já tem várias lojas. O que diferencia a Miniso da concorrência?

É verdade que em Espanha já contamos com 30 lojas. Talvez digam que nós somos um Ikea japonês porque quando alguém visita uma das nossas lojas tem uma sensação divertida, uma sensação de descoberta. Entra-se por curiosidade e fica-se por prazer.

A nossa concorrência é difusa porque a proposta da Miniso é única. Na Miniso, o design japonês é o fio condutor de mais de 3.000 produtos de 11 categorias diferentes: saúde e beleza, eletrónicos, produtos sazonais, roupas criativas, bolsas e estojos, organização, acessórios, papelaria, têxteis e brinquedos. Além disso, temos uma grande variedade de produtos licenciados da Marvel, Disney, We Bare Bears, Adventure Times ou Rua Sésamo. Beleza, qualidade e utilidade são características distintivas da Miniso.

Chegaram a Portugal este ano. Porque é que a Miniso decidiu apostar no mercado português?

O mercado português, tal como o espanhol, é adequado para a Miniso. Existe o gosto pelo design japonês, pelas cores e materiais agradáveis ​​e pelos produtos de qualidade e bom preço que oferecemos. Além disso, somos países onde gostamos de fazer compras ou passear e encontrar produtos úteis e bonitos para melhorar a nossa casa ou caprichar.

Atualmente a Miniso tem uma loja online e uma loja física em Portugal (Vila Nova de Gaia). Quais são os objetivos e planos de expansão da marca para o nosso país?

Queremos ter 20 lojas em Portugal. Planeávamos um crescimento mais rápido, mas preferimos limitar a incerteza desacelerando a expansão no país neste último ano. Teremos notícias sobre as próximas inaugurações em breve, uma vez que a situação está a melhorar rapidamente.

Esperam abrir novas lojas? Se sim, onde?

As lojas Miniso estarão localizadas em áreas comerciais das cidades mais dinâmicas do país, incluindo áreas com grande fluxo de turistas.

Como vai o negócio em Portugal? Qual foi o impacto da pandemia?

Abrandámos os nossos planos de expansão durante este período, mas o andamento das vendas online e da nossa primeira loja são bons e deixam-nos muito confiantes e com vontade de continuar a nossa expansão e de trazer a marca para mais perto de todos os portugueses.

O que é que os portugueses mais procuram nas vossas lojas (online e física)?

Temos alguns produtos domésticos que estão a receber muita atenção: organizadores de vários tamanhos, ambientadores de estilo japonês, utensílios de cozinha etc. Também os famosos peluches Miniso, provavelmente os mais vendidos do mundo, são uma atração. Acessórios desportivos e produtos licenciados pela Marvel e Disney também encantam a as pessoas, principalmente os mais pequenos da casa.