Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Cuidado nas obras: autoridades alertam para subidas de contágios na construção

Graça Freitas, diretora-geral de Saúde, refere "pequenos surtos em obras diversas, com pessoas que vão de um lado para o outro". A situação está a ser monitorizada.

Photo by Etienne Girardet on Unsplash
Photo by Etienne Girardet on Unsplash
Autor: Redação

Nos últimos dias, a região de Lisboa e Vale do Tejo tem registado o maior aumento de novos casos de Covid-19 no país, tendo a diretora-geral de Saúde atribuido esse fenómeno à situação no polo logístico da Azambuja e a “pequenos surtos em obras diversas, com pessoas que vão de um lado para o outro”. Graça Freitas assegurou, no entanto, que a situação está a ser acompanhada “com muita atenção”.

Segundo a responsável, no caso concreto do setor da construção, os testes que têm sido realizados estão a identificar “alguns trabalhadores positivos e [obrigar a] tomar as medidas de saúde pública necessárias”. Já no caso particular da unidade da Sonae na Azambuja, Graça Freitas revelou, esta segunda-feira (25 de maio de 2020), na conferência de imprensa diária de balanço sobre a pandemia, que foram feitos até à data 346 testes, dos quais 121 foram positivos.

António Sales, secretário de Estado da Saúde, apelou à calma e referiu que “normalizar não é desresponsabilizar”. “Temos, por isso, o dever cívico de nos protegermos, a nós e aos outros. A nossa saúde continua a depender de todos”, disse, confirmando a chegada de 60 ventiladores da China que “são cruciais para aumentar a capacidade de resposta em cuidados intensivos”.