Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Turismo parado: dormidas de estrangeiros de 16 países recuam mais de 90% em abril

INE
INE
Autor: Redação

O turismo foi, seguramente, um dos setores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. Os números divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) comprovam isso mesmo: em abril, o setor do alojamento turístico deverá ter registado 68,0 mil hóspedes e 193,8 mil dormidas, menos 97,1% e menos 96,7%, respetivamente, que em março, mês em que já se tinha verificado uma quebra mensal de 62,3% e 58,7%, pela mesma ordem.

Segundo o INE, as dormidas de residentes terão diminuído 92,7% (-57,6% em março) atingindo 122,9 mil, enquanto as de não residentes terão decrescido 98,3% (-59,2% no mês anterior), situando-se em 70,9 mil. 

Os hóspedes residentes terão sido 48,2 mil, o que se traduz num decréscimo de 94,5% (-61,9% em março) e os hóspedes não residentes terão atingido um total de 19,8 mil recuando 98,6% (-62,6% no mês anterior).

A totalidade dos principais mercados emissores registou decréscimos expressivos em abril, superiores a 95%, conclui o INE. As dormidas de estrangeiros/não residentes foi acentuada em todas as nacionalidades, com variações homólogas superiores a 90% em pelo menos 16 países, como se pode ver na imagem