Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Medicina

Últimas notícias sobre "Medicina" publicadas em idealista.pt/news

Há em Portugal menos camas nos hospitais para cuidados psiquiátricos que na média da UE

Portugal tinha, em 2018, menos camas disponíveis nos hospitais para cuidados psiquiátricos que muitos outros países da União Europeia (UE). Eram 64 camas por cada 100.000 habitantes contra 73 na média da UE, segundo dados divulgados esta sexta-feira pelo Eurostat.

Notícia sobre:

Portugal é o país da UE com mais médicos generalistas por habitante

Em 2016 Portugal era, de longe, o país da UE com mais médicos generalistas por habitante. Nesse ano havia, segundo dados do Eurostat, 256 médicos sem especialização por cada 100.000 habitantes. Em sentido inverso encontrava-se a Grécia.

Notícia sobre:

Portugal no top 5 dos países da UE onde há mais dentistas no “ativo”

Sabias que havia em 2016 mais de 360.000 dentistas, 450.000 farmacêuticos e 550.000 fisioterapeutas a trabalhar na União Europeia? No caso concreto dos dentistas, Portugal é, de resto, um dos países da UE onde há mais profissionais a trabalhar – 96 por 100.000 habitantes –, ocupando o quinto lugar do ranking.

Notícia sobre:

A moda dos seguros de saúde: 27,1% dos portugueses já tem, e tu?

Há cada vez mais portugueses com seguro de saúde. No primeiro semestre do ano havia no país dois milhões e 440 mil portugueses com este tipo de seguro, um valor que representa 27,1% do universo composto pelos residentes no continente com 15 ou mais anos. Trata-se do valor mais elevado dos últimos 16 anos.

Notícia sobre:

Ex-hospital de Cascais vendido para ser a primeira universidade privada de medicina

O antigo hospital de Cascais está em vias de ser vendido para acolher o primeiro pólo universitário privado de medicina do país. O novo projeto educativo de ensino superior será desenvolvido pela Universidade Católica Portuguesa, em parceria com a Luz Saúde, dona do Hospital da Luz, em Lisboa, que será o hospital parceiro durante a formação.

Notícia sobre:

Médicos de família que atenderem 2.500 utentes recebem mais 741 euros

Os médicos de família de zonas carenciadas que aceitem alargar temporariamente as listas de utentes até um máximo de 2.796 unidades ponderadas (cerca de 2.500 utentes) vão receber até 741 euros brutos acima do salário. Em causa está uma proposta do Governo.

Notícia sobre:

Sabes qual é o curso com maior empregabilidade no país?

Medicina lidera a lista de cursos – 81 no total – que garantem total empregabilidade a diplomados. Em sentido inverso encontram-se os cursos de Engenharia e Arquitetura. Ou seja, quem se licenciar nestas áreas tem maiores possibilidades de ficar desempregado.

Notícia sobre:

Radiografia do dia: 60% dos europeus procuram informações médicas na internet

Será a internet uma boa fonte de informação sobre assuntos médicos? A resposta pode não ser unânime, mas a verdade é que há cada vez mais pessoas a recorrer à "net" para esse efeito. Como podes ver na imagem, seis em cada dez europeus usam a “rede” para procurar informações médicas. E mais: 10% desses 60% de europeus usam a internet pelo menos uma vez por semana.

Notícia sobre:

Rumores do dia

Portugal é o terceiro país da UE onde há mais receios de erros médicos: Portugal é o terceiro país da União Europeia (UE) onde há um maior receio de erros e incidentes nos cuidados de saúde. Mais de sete em cada dez portugueses (75%) temem estes incidentes enquanto a média dos 28 estados-membros é de 53%. Apesar do medo, apenas 14% dos inquiridos portugueses dizem ter experimentado algum problema deste género ou responderam ter tido conhecimento da ocorrência de erros médicos com familiares. A média europeia neste caso é de 27%.

Notícia sobre:

Rumores do dia

Ministra espera conhecer decisão sobre OR antes de 15 de outubro: Maria Luís Albuquerque espera conhecer a decisão do Tribunal Constitucional (TC) sobre o Orçamento Retificativo “tão depressa quanto possível”. “A data de apresentação do Orçamento é a data constitucional. É o dia 15 de outubro. Espero sinceramente que seja possível decidir sobre as medidas antes disso", afirmou a ministra das Finanças. (Dinheiro Vivo)

Notícia sobre: